Ano de lançamento:
País:
Gênero:
Estado de espírito:
Duração:

Estatísticas de instituições que defendem os diretos da criança e do adolescente apontam que há cerca de 250 milhões de crianças trabalhando no mundo. Das quais, mais da metade está em condição de risco. Crianças do Sol joga luz nessa realidade lá no Irã, mas poderia ser por aqui também. Ali é um garoto de […]

Saiba mais
Ano de lançamento:
País:
Gênero:
Estado de espírito:
Duração:

Por Suzana Vidigal O cinema iraniano chega sempre profundo, trazendo dilemas universais, passando pela linha tênue do que separa o ser ético e dormir com consciência tranquila, do ser livre e conviver com a culpa oculta. Sem Data, Sem Assinatura vai nessa toada. Mesmo se ninguém ficasse sabendo da verdade e ela fosse algo que […]

Saiba mais
Ano de lançamento:
País:
Gênero:
Estado de espírito:
Duração:

O cinema iraniano não dá ponto sem nó. Justificar o conflito do filme em um prédio que corre o risco de desabar é como dizer que os alicerces da sociedade iraniana, da cultura censurada estão abalados. Asghar Farhadi faz filmes de gente comum, em que as situações estão no limite, em que é preciso resolver conflitos. Procurando […]

Saiba mais
Ano de lançamento:
País:
Gênero:
Estado de espírito:
Duração:

O Passado não é um filme de grandes bilheterias, muito embora mereça cada centavo do seu ingresso. É filme de pessoas comuns, que passam por problemas de relacionamento. Que tomam decisões equivocadas e transformam a vida de quem está por perto. Por isso ganha destaque e oferece algo para sairmos da zona de conforto. O cinema iraniano […]

Saiba mais
Ano de lançamento:
Gênero:
Duração:

Um mesmo tema, sob diferentes perspectivas. Assim como na série de filmes sobre cidades do mundo, chamado Cities of Love (que já tem Paris, Eu Te Amo e New York, Eu Te Amo e ainda promete Rio, Jerusalém e Xangai), diretores de diversas partes do mundo foram convidados a fazer um curta sobre um assunto: o atentado terrorista às Torres Gêmeas […]

Saiba mais
Ano de lançamento:
País:
Gênero:
Estado de espírito:
Duração:

A primeira cena aparentemente expõe o drama do filme: um casal discute seu divórcio diante do juiz. Simin (Leila Hatami) consegue às duras penas um visto para sair do país e quer que o marido Nader (Peyman Moadi) dê permissão para que a filha única do casal, Termeh (Sarina Farhadi), viaje com ela. Além de Nader […]

Saiba mais
Ano de lançamento:
Gênero:
Estado de espírito:
Duração:

A jovem cineasta Samira Makhmalbaf só tem 31 anos e já faturou duas vezes o Prêmio Especial do Júri em Cannes. A primeira vez foi com apenas 20 anos, com o filme The Black Board (2000); a segunda com Às Cinco da Tarde, quando tinha 23. Aprendeu em casa, com o pai Mohsen Makhmalbaf, também cineasta, responsável pelo […]

Saiba mais
Roteiro:
Ano de lançamento:
País:
Gênero:
Estado de espírito:
Duração:

No Festival de Cannes deste ano, quando a atriz Juliette Binoche dava entrevista coletiva para falar do filme Cópia Fiel, do diretor iraniano Abbas Kiarostami, ela caiu em prantos. Emocionou-se ao fazer um apelo internacional pela libertação dos cineastas iranianos perseguidos, mais especificamente por Jafar Panahi. Em 2010, ele foi condenado a 6 anos de […]

Saiba mais
Ano de lançamento:
País: ,
Gênero: ,
Estado de espírito:
Duração:

“O amor é capaz de atravessar a escuridão da burca?”– Nafas, afegã que vive no Canadá Assim como vários diretores iranianos, Mohsen Makhmalbaf, pai da também cineasta Hana Makhmalbaf, diretora de Green Days, vive fora do Irã. O regime do ditador Mahmoud Ahmadinejad adota descaradamente o caminho da censura, repressão, violência e prisão para tirar de cena […]

Saiba mais
Ano de lançamento:
País:
Gênero:
Estado de espírito:
Duração:

Prender cineasta no Irã se tornou lugar comum. O argumento não é diferente daquele usado por outras ditaduras ferrenhas ao redor do mundo: é proibido expressar-se. Fazer cinema tornou-se ato que coloca em xeque o poder do presidente Mahmoud Ahmadinejad, de modo que tirar o produtor, diretor ou qualquer outro que questione e conteste o status […]

Saiba mais