Roteiro:
Ano de lançamento:
Gênero: ,
Estado de espírito:
Duração:

Sem apresentar nada de muito novo, Pais e Filhas toca em questões universais que podem sim levar você às lágrimas durante o filme. Relacionamentos, claro! O ponto aqui não é nem analisar se o filme é meloso, se a atuação de Russell Crowe é arrastada, se o enredo convence. A questão aqui é a seguinte: […]

Saiba mais
Ano de lançamento:
Gênero: , ,
Estado de espírito:
Duração:

Apesar de estarmos superacostumados a ver Russell Crowe no cinema, este filme é seu primeiro por trás das câmeras. Além de dirigi-lo, ele é o protagonista e, embora seja também um filme que se passa em outra época (assim como O Gladiador, Robin Hood, Noé, Os Miseráveis), Crowe agora está com uma cara, digamos, mais […]

Saiba mais
Ano de lançamento:
Gênero: ,
Estado de espírito:
Duração:

O Homem de Aço novo pode ser dividido em duas partes: a primeira é menor e vai muito bem. Ainda estamos em Krypton, onde nasce o Super-Homem e onde somos apresentados ao grande dilema do filme. Por ambição, há uma cisão no comando do planeta, o general Zod quer acabar com tudo que o bom Jor-El […]

Saiba mais
Ano de lançamento:
País:
Gênero: ,
Estado de espírito:
Duração:

Mais bonito do que toda produção, todo do dramalhão (a história de Victor Hugo é de fato um grande drama), todo o cenário minucioso e por vezes teatral, é Anne Hathaway cantando I Dreamed a Dream (assista ao trailer abaixo). Tom Hooper (também de O Discurso do Rei) não tem a intenção de esconder imperfeições: a […]

Saiba mais
Ano de lançamento:
Gênero:
Estado de espírito:
Duração:

Apesar de toda impossibilidade da trama, 72 Horas é um suspense bacana, daqueles que não nos deixa desgrudar da tela. No mínimo ficamos curiosos para saber o final; no máximo, sentimos uma boa dose de aflição com as engrenagens mirabolantes de Russell Crowe (também em Robin Hood). Vale dizer que 72 Horas é uma releitura de Tudo Por Ela, ótimo suspense […]

Saiba mais
Ano de lançamento:
Gênero: ,
Estado de espírito:
Duração:

Robin Hood é uma lenda do folclore inglês. Teria vivido no século 12, indignado com a pobreza de muitos e a riqueza de poucos. Por isso, tornou-se o bom ladrão, que roubava para dar aos pobres. Isso é o que se conta e é a história que conhecemos. A novidade nesta nova versão de Ridley […]

Saiba mais