FALA COMIGO

Cartaz do filme FALA COMIGO

Opinião

Falei bobagem quando disse que Fala Comigo é sobre uma mulher de 40 que se apaixona por uma garoto de 17. Fala Comigo é sobre uma história de amor entre duas pessoas desimpedidas. A idade é detalhe. Mesmo porque, se fosse o contrário, seria lugar comum. Como disse Woody Allen na entrevista coletiva em Cannes, quando foi apresentar o filme Café Society em 2016, ele só não conta uma história sobre garotos com mulheres mais velhas porque não nunca viveu um situação assim. Fala do que já viveu – e fala com conhecimento de causa, já que se casou com sua enteada bem mais jovem que ele.

Portanto, assim como a cor da pele e a orientação sexual das pessoas não deveriam ser uma questão em si, mas uma mera característica, o amor entre duas pessoas livres pode acontecer independente de idade. Ângela de 40 (Karine Teles, também em Que Horas Ela Volta?) e Diogo de 17 (Tom Karabachian) se apaixonam. Clarice (Denise Fraga, também em De Onde Eu Te Vejo, As Melhores Coisas do Mundo) é a terapeuta de Ângela e mãe de Diogo. Ela própria está passando por uma fase difícil no casamento, não aceita o romance dos dois e interfere no rumo natural da relação com todas as forças de mãe e mulher.

Cada um no seu universo, Fala Comigo é um chamado ao encontro, à conversa, à comunicação para o entendimento do que passa no interior de cada pessoa. Cada um na sua solidão, pede para que alguém o escute. Um recorte dos rótulos das relações, do papel de cada uma delas na sociedade e do quão difícil é sair da caixa, quebrar padrões e simplesmente seguir a intuição. Deixar rolar, como dizem por aí. Sensível, inteligente, sensual.

Trailers

Comentários