RISCADO

Cartaz do filme RISCADO

Opinião

O que fazer quando a carreira de atriz não deslancha, quando o ‘ser atriz’ se resume a sair fantasiada na rua distribuindo panfletos promocionais de festas e inauguração de lojas, fazer números em festinhas representando algum personagem famoso, fazendo graça para o aniversariante e seus convidados? Na verdade, são poucos os que conseguem alçar voo e conseguir uma boa posição, um salário decente que pague as contas no fim do mês, que dê satisfação e estímulo para continuar na luta. Riscado é sobre isso, deixando nas entrelinhas a triste e real constatação de que é preciso ter talento profissional, mas todos nós precisamos contar com uma parcela de sorte para que o talento não seja desperdiçado. Lendo sobre o filme, descobri que o diretor Gustavo Pizzi tirou o título da expressão ‘entender do riscado’, numa referência aos alfaiates que tinham um ‘bom traçado’, mas também aplicada para dizer que alguém entende do trabalho que faz, o faz com competência, empenho e tudo mais que é preciso para exercer uma profissão.

Estamos falando aqui da atriz Bianca (Karine Teles, também a roteirista deste filme), que faz bicos para sobreviver e dá um show de interpretação na simplicidade e humildade do seu personagem. Mas poderia ser qualquer outra profissão. Bianca luta para ser aceita em um dos diversos testes que faz, sofre com as intempéries de produtores, diretores e financiadores. Mas tem que seguir em frente, contando ou não com a sorte. O cinema e o teatro precisam de dinheiro e precisam fazer dinheiro; o talento artístico, se preciso, é sacrificado, e Riscado é realmente de uma sensibilidade impressionante nesse aspecto. Cruel. Mas delicado, sempre na figura de Bianca. Premiado em Gramado (direção, atriz, roteiro, trilha sonora e prêmio de crítica) e exibido em diversos festivais internacionais, Riscado deixa a sua marca criativa e emociona. Sobretudo se você lida profissionalmente com o artístico e com o subjetivo, e entende bem o que é esse jogo dos egos.

Trailers

Comentários