HALSTON

Cartaz do filme HALSTON

Opinião

Temos ótima minissérie de 5 episódios sobre o estilista HALSTON, que despontou nos anos 1960 como o designer do chapéu pill box usado por Jackie Kennedy na posse do marido e fez seu nome no mundo com uma moda esvoaçante, sensual, sensual, colorida, confortável (sem zíper!). A geração do chiffon. Para ele, o design estava perfeito se dava pra mulher andar, sentar, se movimentar. Sim, a moda do movimento, da mulher moderna, da praticidade. Inclusive, na quebra de tabus, com modelos negras e plus size.

Queria vestir todas as mulheres dos Estados Unidos, criou o vestido-chemise de ultrasuede, uma camurça sintética. Seu design é glamouroso, elegante, único. Um casual chique, que combinava com o perfil da mulher moderna americana.

Lançou coleção de malas, perfume, móveis, óculos, lingerie, uniforme da delegação olímpica de 1976 e se tornou o estilista-celebridade mais famoso e extravagante dos Estados Unidos.

Queridinho da galera de Hollywood, quem está sempre por perto é Liza Minelli e a designer de joias Elsa Peretti, inclusive na cena disco dos anos 70 e 80, regada a cocaína, orquídeas e muito exagero.

Foi visionário, abre alas para a fast fashion,  inaugurando a era das parceiras com lojas de departamento. Populariza a moda, vende sua marca para uma grande empresa, mas sofre derrocadas por não ter visão de negócio e não conseguir se manter no comando da vida profissional, muito menos pessoal.

Contrai AIDS e morre precocemente em 1990, aos 57 anos. Mas a gente agradece esse legado, pensando na moda que veste corpos que não precisam de padrão.

Trailers

Comentários