cinegarimpo
UM BEIJO ROUBADO – My Blueberry Nights
CLASSIFICAÇÃO: Para Ver Bem Acompanhado, Para Pensar, França, Drama, China - 15/07/2012

DIREÇÃO: Wong Kar Wai

ROTEIRO: Wong Kar Wai e Lawrence Block

ELENCO: Norah Jones, Jude Law, Rachel Weisz, Natalie Portman, David Strathairn, Cat Power, Frankie Faison

China, França, 2007 (111 min)

Não se deixe enganar pelo elenco hollywoodiano. Um Beijo Roubado não tem nada a ver com uma comédia romântica típica. Nada mesmo. E não é para menos, trata-se de um filme franco-chinês. A áurea é de cinema cult, de filme de autor. E mesmo que você não tenha o repertório anterior do diretor chinês Wong Kar Wai, como 2046 – Os Segredos do Amor e Amor à Flor da Pele, vá em frente, porque eu também não assisti ainda. Um Beijo Roubado tem uma boa história, um foco diferenciado, um bom elenco e uma ótima trilha sonora. Sai do lugar comum, por assim dizer. Só isso já é um bom motivo.

A começar pela protagonista, a cantora Norah Jones, que faz aqui sua estreia como atriz. É dela a canção The Story, que embala seu personagem Elizabeth na busca pelo amor e pela pessoa que ela quer ser. Explico: Elizabeth mora em Nova York, é abandonada pelo namorado e vai até o bar em frente para deixar ali a chave do apartamento. Caso o namorado passe por lá, o dono do bar, Jeremias (Jude Law, também em Sherlock Holmes – O Jogo de Sombras, Contágio, A Invenção de Hugo Cabret, Closer – Perto Demais), poderia lhe devolver as chaves. Além das cores, do néon sempre marcante, das tomadas em câmera lenta de alguns pequenos detalhes, aqui já notamos que não se trata de uma história trivial. Jeremias tem um pote com várias chaves, de pessoas que passaram por lá e deixaram as chaves de casa para outra pessoa pegar. Chaves que contêm histórias de vida, como se alguém pudesse abrir sua porta interior e resolver as questões mais íntimas. Cansada de ser ela mesma e de se sentar no balcão do bar para comer torta de mirtilo (daí o título original ser My Blueberry Nights, referindo-se à blueberry pie), ela parte pelos Estados Unidos à procura de um outro eu.

Um road movie se instala. Ela percorre o país trabalhando como garçonete em bares, cassinos e lanchonetes, onde se depara com figuras intensas e marcantes, que também sofrem por serem amadas demais ou de menos, também incorrigíveis, representadas pela bela Rachel Weisz (também em O Jardineiro Fiel, A Informante) e pela jogadora Natalie Portman (Cisne Negro, Closer – Perto Demais, Nova York Eu Te Amo, Sexo Sem Compromisso). São elas que moldam a nova Elizabeth e suas noites regadas à torta de mirtilo.

Assista ao trailer, é bacana. Ele dá uma pequena amostra do que é esse clima cult de que estou falando.

 

 

COMPARTILHE: TAGS:  

Envie uma Opinião

CATEGORIAS

INSCREVA-SE PARA RECEBER NOSSA NEWSLETTER

Você também pode assinar listas específicas:

 

 

FALE COMIGO HISTÓRIA DO BLOG