EM BUSCA DE FELLINI – In search of Fellini

Cartaz do filme EM BUSCA DE FELLINI – In search of Fellini

Opinião

Já achei que fosse um road movie. Em parte, é. Lucy tem 20 anos, nunca viajou, namorou ou trabalhou. Vive superprotegida, até que vai procurar o primeira emprego quando a mãe fica doente, depara-se com uma mostra dos filmes de Fellini, tem um insight de que precisa encontrá-lo, marca uma entrevista com o diretor em Roma e embarca na aventura. Tudo bem improvável, mas até aí, tudo bem – o cinema permite, quando capacita o protagonista pra dar conta dessa fantasia.

Até aqui, é um road movie, porque Lucy vai pra Itália, passa por Veneza, Verona e finalmente Roma. Mas a parte que não é road movie é porque o filme não deslancha. Parece que não sai do lugar. A personagem é tola, assustada, não dá vontade de viajar junto – pra mim, road movie é quando a gente quer embarcar! Nem o romance com o italiano charmoso pega fogo – muita areia pro caminhãozinho da menina que não consegue pegar o trem certo, que acredita em qualquer história, que precisa sofrer abuso pra se tocar de que é necessário ter atitude.

Embora o desejo fosse dar um tom de fantasia e sonhos pra essa jornada através dos filmes de Fellini, fica tudo muito solto, informações e imagens dos filmes sem conexão com o que está acontecendo, e uma protagonista que não tem protagonismo, que parte numa jornada de autoconhecimento, mas a transformação não cola. Anda, anda, mas não sai do lugar.

Trailers

Comentários