A 100 PASSOS DE UM SONHO – The Hundred-Foot Journey

Cartaz do filme A 100 PASSOS DE UM SONHO – The Hundred-Foot Journey

Opinião

Faz tempo que ando prometendo uma lista de filmes gastronômicos. Aqui vai o link, aproveitando o gancho da culinária que invade o cinema. E não é de agora, mas hoje temos nada menos que três bons filmes em que a comida é carro-chefe das relações entre as pessoas e dos sonhos da vida. Além do belga Bistrô Romantique e do americano Chef, agora temos o indiano, rodado na França, A 100 Passos de um Sonho – que faz um contraponto muito mais que simpático entre a gastronomia indiana e a francesa: traz graciosidade, cor e muito sabor!

Dirigido pelo sueco Lasse Hallström, também de Sempre ao seu Lado, Amor Impossível e Chocolate, o filme trabalha sempre com duas visões de uma mesma história: ora é a família indiana, ora a francesa que aparece; ora os ingredientes como o cury, ora as trufas; ora a língua francesa, ora a parsi; ora o ódio, ora o amor; ora a concorrência, ora a complementariedade. Essa é a grande graça do filme, que tem esse nome por causa da distância que separa o tradicional e premiado restaurante francês Le Saule Pleureur, no vilarejo de Saint-Antonin-Noble-Val, no sul da França, do recém-inaugurado restaurante indiano Maison Mumbai.

São só 100 passos, mas o caminho até lá foi bem mais longo. Após perder tudo na Índia, a família do talentoso Hassan vai tentar a vida na Europa e o acaso os leva até o sul da França, onde instalam seu novo restaurante bem em frente ao da antipática Madame Mallory (Helen Mirren, também em A Rainha, Atrás da Porta). Sobram farpas para todos os lados, ressaltando as diferenças culturais, comportamentais e gastronômicas dos franceses e indianos, sempre com muito humor e sabor. Para quem cozinha, é um prato cheio. E como sempre digo: para quem não cozinha como eu, sempre um prazer ver e sentir a satisfação de quem sabe que faz uma boa comida. Além do brilho nos olhos, água na boca!

 

 

Comentários