cinegarimpo

Geórgia

SERGEI PARADJANOV, O REBELDE – Sergueï Paradjanov, Le Rebelle
CLASSIFICAÇÃO: Para Entender o Nosso Mundo, Geórgia, França - 21/10/2011

DIREÇÃO e ROTEIRO: Patrick Cazals 

França, Geórgia, 2006 (52 min)

“Seguimos o nosso sonho e o mistério está criado.” – Paradjanov

Seguindo sua intuição e sua maneira própria de fazer cinema, a alma georgiana e armênia de Segei Paradjanov (1928-1990) reflete, acima de tudo, a essência dos povos do Cáucaso. Morto em 1990, viveu sob o rigor do regime soviético nas antigas repúblicas socialistas, que baniu seu trabalho, proibiu sua produção e o jogou na prisão por quatro anos – apesar dos protestos e pedidos de clemência de artistas e intelectuais de todo o mundo. Foi inclusive nesses anos de cárcere que ele produziu grande parte de seu acerto de obras artísticas. Sessenta desses trabalhos entre pinturas, colagens, instalações e desenhos, estão no Museu da Imagem e do Som (MIS), em SP, na exposição Paradjanov, O Magnífico, complementando a retrospectiva dos filmes do diretor exibidos na 35a Mostra (ver informações abaixo). Para ele, o cineasta fabrica imagens, e não objetos. Portanto, cada uma das peças é carregada de significado, cultura e de sua própria história.

O documentário Sergei Paradjanov, o Rebelde ilustra bem sua trajetória, inclusive – e principalmente – para quem não conhece seu trabalho. Eu confesso que não conhecia e gostei do que vi. É didático e dinâmico, com depoimentos de personalidades, atores, fotógrafos que trabalharam com ele. Inventou sua própria maneira de fazer cinema e de expressar suas ideias – o que desagradou as autoridades soviéticas e o tornou uma persona non grata na URSS.

Interessante a formação artística e o trabalho intuitivo, sem preocupação com formatos, rigidez ou academia. Fugir dos padrões em épocas de chumbo não é tarefa para qualquer um. Mas pelo que mostram os testemunhos, ainda bem que ele manteve-se contra o regime e a favor daquilo que acreditava ser arte e cinema. Não é o cinema com que me sinto à vontade, é verdade. Mas este documentário mostra acima de tudo a interessante história de um personagem, uma rica história de vida. É para entendermos o nosso mundo.

 

________________________________________________

PROGRAME-SE:

Exposição: Paradjanov, O Magnífico (de 20/10 a 20/11; 3as-sáb, das 12 às 22h; dom e feriados, das 11 às 21h); MIS – Av. Europa, 158

 

Ingressos online: Ingresso.com

21 out / 19h10 – UNIBANCO ARTEPLEX – Shopping Frei Caneca
Rua Frei Caneca, 569 – 3ºpiso / CEP: 01307-001 / TEL: 3472-2362.

22 out / 14h00 – ESPAÇO UNIBANCO AUGUSTA
Rua Augusta, 1475, Cerqueira César / CEP: 01305-100 / TEL.: 3288-6780.

23out / 18h00 – UNIBANCO ARTEPLEX – Shopping Frei Caneca
Rua Frei Caneca, 569 – 3ºpiso / CEP: 01307-001 / TEL: 3472-2362.

1 nov / 14h00 – Museu da Imagem e do Som
Avenida Europa, 158, Jd. Europa / CEP.: 01449-000 / TEL: (11) 2117-4777.

Com sua morte em julho de 1990, Sergei Paradjanov deixou uma obra inacabada, porém essencial para a história russa e soviética, refletindo a riqueza étnica do povo caucasiano. O documentário foi filmado em sua estranha residência; no set de seu último filme, O Trovador Kerib (1988); no museu dedicado a Paradjanov em Ierevan, Armênia; em Paris e em sua cidade natal, Tbilisi.
Diretor  Patrick Cazals
Roteiro  Patrick Cazals

 

Sem Comentários » TAGS:  

CATEGORIAS

INSCREVA-SE PARA RECEBER NOSSA NEWSLETTER

Você também pode assinar listas específicas: