cinegarimpo

Especial

GARIMPO DO DIA DAS MULHERES
O Inesquecível BAGDÁ CAFÉ.
CLASSIFICAÇÃO: Para se Emocionar, Para se Divertir, Para Pensar, Garimpo na Locadora, Especial, Dicas Afins - 07/03/2016

Por Suzana Vidigal

Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, garimpei os mais diversos filmes para prestar a mais devida homenagem.

De ótimos perfis femininos de Woody Allen de 1986, ao inesquecível Almodóvar; da amizade de mulheres libanesas, ao depoimento de brasileiras; de mulheres famosas, a mulheres comuns, mas não menos importantes.

Aproveite estas 20 dicas e garimpe mais no blog!

 

1HANNAH E SUAS IRMÃS, Woody Allen (EUA, 1986)

2BAGDAD CAFÉ, de Percy  Adlon (Alemanha, 1987)

3THELMA & LOUISE, de Ridley Scott (EUA, 2001)

4AS HORAS, de Stephen Daldry (EUA, 2002)

5. CASA DE AREIA, de Eran Riklis (Brasil, 2005)

6. VOLVER, de Pedro Almodóvar (Espanha, 2006)

7. JOGO DE CENA, de Eduardo Coutinho (Brasil, 2006)

8. A RAINHA, de Stephen Frears (Inglaterra, 2006)

9. CARAMELO, de Nadine Labaki (Líbano, 2007)

10. JUNO, DE Jason Reitman (EUA 2007)

11. PIAF – UM HINO DE AMOR, DE Olivier Dahan (França, 2007)

12. LEMON TREE, de Eran Riklis (Israel, Alemanha, França, 2008)

13. PRECIOSA – UMA HISTÓRIA DE ESPERANÇA, de Lee Daniels (EUA, 2009)

14. FLOR DO DESERTO, de Sherry Horman (Inglaterra, 2009)

15. AS MULHERES DO SEXTO ANDAR, de  Philippe Le Guay (França, 2010)

16. GAINSBOURG – O HOMEM QUE AMAVA AS MULHERES, de Joann Sfar (França, 2010)

17. CAIRO 678, de Mohamed Diab (Egito, 2010)

18. A FONTE DAS MULHERES, de Radu Mihaileanu (França, Itália, 2010)

19. DE PERNAS PRO AR, de Roberto Santucci (Brasil, 2010)

20. SETE DIAS COM MARILYN, de Simon Curtis (Inglaterra, 2011)

 

 

Sem Comentários » TAGS:  
CLINT EASTWOOD NA DIREÇÃO
CLASSIFICAÇÃO: Estados Unidos, Especial, Especiais - 19/02/2015

Diversidade é o que não falta na carreira do ator, diretor e produtor Clint Eastwood, no auge dos seus 84 anos. Veja a sugestão de filmes dirigidos por ele e bom garimpo!

Sniper Americano, 2014

Jersey Boys: Em Busca da Música, 2014

Gran Torino, 2008

J. Edgar, 2011

Além da Vida, 2010

Invictus, 2009

A Troca, 2008

 A Conquista da Honra, 2006

Cartas de Iwo Jima, 2006

Sobre Meninos e Lobos, 2003

Sem Comentários » TAGS:  
40o. FESTIVAL SESC MELHORES FILMES
Não deixe de ver o dinamarquês A CAÇA, de Thomas Vinterberg (foto). É perturbador, daqueles que faz você sair da zona de conforto e parar para pensar!
CLASSIFICAÇÃO: Especial, Especiais - 07/04/2014

No ano passado foram lançados 366 filmes na cidade de São Paulo. Você já pensou qual é o seu favorito? O Festival Sesc Melhores Filmes, que chega na sua 40ª edição, propõe que o público e críticos façam suas escolhas por meio do voto. Público e críticos escolheram O Som ao Redor como melhor filme nacional de ficção; melhor filme estrangeiro ficou com Amor, de Michael Haneke, segundo os críticos, e Azul É a Cor Mais Quente, de Abdellatif Kechiche. 

O Festival exibe 54 dos 366 filmes, sendo 26 brasileiros e 28 estrangeiros. Minha dica agora é entrar no site do festival (link acima) e dar uma garimpada nos filmes que você quer rever, ou naqueles que ficaram na vontade.

Mas como muitas das produções lançadas em 2013 já estão em DVD e não dá para exibir tudo no Festival, preparei uma lista de 50 filmes que merecem sua atenção. Muitos deles são filmes menores, que foram exibidos em poucas salas e tiveram bem menos visibilidade do que merecido. E como sempre digo aqui, inove, saia da zona de conforto e assista a filmes que trazem outros panoramas, outras visões de mundo. Garimpe!

ANTES DA MEIA-NOITE, de Richard Linklater (EUA)

A PARTE DOS ANJOS, de Ken Loach (Inglaterra)

ÁLBUM DE FAMÍLIA, de John Wells (EUA)

ALÉM DAS MONTANHAS, de Christian Mungiu (Romênia)

ALÉM DA FRONTEIRA, de Michael Mayer (Israel)

AS CANÇÕES, de Eduardo Coutinho (Brasil)

A AVENTURA DE KON TIKI, de Espen Sandberg,  Joachim Rønning (Noruega)

AZUL É A COR MAIS QUENTE, de Abdellatif Kechiche (França)

A ALMA DA GENTE, de Helena Solberg e David Meyer (Brasil)

BARBARA, de Christian Petzold (Alemanha)

BLUE JASMINE, de Woody Allen (EUA)

BRANCA DE NEVE, de Pablo Berger (Espanha)

A CAÇA, de Thomas Vinterberg (Dinamarca)

CAMILLE CLAUDEL, 1915, de Bruno Drumont (França)

CAPITÃO PHILLIPS, de Paul Greengrass (EUA)

DENTRO DA CASA, de François Ozon (França)

DEPOIS DE LÚCIA, de Michel Franco (México)

DJANGO LIVRE, de Quentin Tarantino (EUA)

ELENA, de Petra Costa (Brasil)

EU, ANNA, de Barnaby Southcombe (Inglaterra)

FAROESTE CABOCLO, de René Sampaio (Brasil)

FERRUGEM E OSSO, de Jacques Audiard (França)

FLORES RARAS, de Bruno Barreto (Brasil)

FRANCES HA, de Noah Baumbach (EUA)

UMA GARRAFA NO MAR DE GAZA, Thierry Binisti (Israel)

GINGER & ROSA, de Sally Potter (Inglaterra)

A GRANDE BELEZA, de Paolo Sorrentino (Itália)

GRAVIDADE, de Alfonso Cuarón (EUA)

GUERRA MUNDIAL Z, de Marc Forster (EUA)

HANNAH ARENDT, de Margarethe Von Trotta (Alemanha)

INDOMÁVEL SONHADORA, de Benh Zeitlin (EUA)

LAS ACACIAS, Pablo Giorgelli (Argentina)

LORE, de Cate Shortland (Alemanha)

O FILHO DO OUTRO, de Lorraine Levy (França)

OS SABORES DO PALÁCIO, de Christian Vincent (França)

PREENCHENDO O VAZIO, de Rama Burshtein (Israel)

À PROCURA DO AMOR, de Nicole Holofcener (EUA)

POR QUE VOCÊ PARTIU?, de Eric Belhassen (Brasil)

O QUARTETO, de Dustin Hoffman (EUA)

RUSH – NO LIMITE DA EMOÇÃO, de Ron Howard (EUA)

SEGREDOS DE SANGUE, de Park Chan-Wook (Inglaterra)

SERRA PELADA, de Heitor Dhalia (Brasil)

O SOM AO REDOR, de Kleber Mendonça Filho (Brasil)

SOMOS TÃO JOVENS, de Antônio Carlos da Fontoura (Brasil)

O SONHO DE WADJDA, de Haifaa Al-Mansour (Arábia Saudita)

OS SUSPEITOS, de Denis Villeneuve (Canadá)

TATUAGEM, de Hilton Lacerda (Brasil)

TESE SOBRE UM HOMICÍDIO, de Hernán Goldfrid (Argentina)

TRÊS MUNDOS, de Catherine Corsini (França)

UM TIME SHOW DE BOLA, de Juan José Campanella (Argentina)

 

Sem Comentários » TAGS:  
CINE TELA BRASIL
CLASSIFICAÇÃO: Especial, Dicas Afins - 26/07/2013

IMG_0296

Exatamente 1.283.941 espectadores assistiram a 5.753 sessões de cinema de 93 filmes, em 470 cidade do Brasil, desde 2004. Só sendo itinerante mesmo. Claro que não há sucesso sem uma longa história, principalmente em se tratando de propagação de cultura e formação de público. O começo foi em 1996, com uma Parati, um projetor e a vontade dos cineastas Laís Bodanzky e Luis Bolognesi de levar o cinema todos os brasileiros.

Em 2004, agora com patrocínio, o então Cine Mambembe ganha envergadura e infra para alçar voos maiores. Passa a se chamar Cine Tela Brasil e desde então não parou mais. Até dia 30 de julho estará em São Paulo, mais especificamente no Largo da Batata (Rua Pedro Cristi,  s/nº), em Pinheiros. É só chegar e assistir aos filmes. O caminhão do projeto é todo adaptado para servir de cabine de projeção, além de ser o meio de locomoção da equipe e seus equipamentos. Semana que vem a equipe segue para Brasília, onde fica duas semana e assim sucessivamente. O portal Tela Brasil e sua página no Facebook trazem todas as informações sobre outras propostas e agenda das sessões.

O projeto é inclusivo, democrático e multiplica cultura de qualidade. E mais: em lugar de fácil acesso e de graça. Eu fui conferir. Acompanhe pelo site ou pelas redes sociais. É de projetos assim que a cidade precisa.

Confira a programação e clique nos links para ler o comentário dos filmes no Cine Garimpo.

27.07 (sábado)IMG_0307

13h30 – Rio
15h30 – As Melhores Coisas do Mundo*
17h30 – À Beira do Caminho*
19h30 – Rio

28.07 (domingo)
13h30
 – Rio
15h30 – Eu e Meu Guarda-Chuva
17h30 – A Máquina
19h30 – Chega de Saudade**

29.07 (segunda)
10h30
 – As Melhores Coisas do Mundo*
14h – Rio
16h – A Máquina
18h – À Beira do Caminho*

30.07 (terça) (CINE TELA + ÔNIBUS-BIBLIOTECA)
13h30 – As Melhores Coisas do Mundo*
15h30 – Bicho de Sete Cabeças*
17h30 – Turma da Mônica: Uma Aventura no Tempo
19h30 – À Beira do Caminho*

*Classificação indicativa: 14 anos
**Classificação indicativa: 12 anos

Comentários » 4 comentários TAGS:  
VALE SEU INGRESSO NO FERIADO
CLASSIFICAÇÃO: Especial, Dicas Afins - 05/07/2013

Feriado chegando e muita tranquilidade na cidade para colocar o cinema em dia. O Cine Garimpo selecionou aquilo que vale seu ingresso, considerando que cada um tem que escolher de acordo com o estado de espírito. Mas não faltam boas opções! Bom garimpo!hannah arent

1. MEU MALVADO FAVORITO 2 (EUA) – animação para ver em família, é ainda mais bacana que o primeiro. O ex-vilão Gru, acompanhado de suas três meninas, vai lutar contra um vilão de verdade com muito humor!

2. HANNAH ARENT de Margarethe von Trotta (Alemanha) – para entender o nosso mundo, já que se trata da pensadora Hannah Arent, judia alemã, refugiada nos EUA após a ascenção de Hitler. O filme se concentra no seu pensamento controverso sobre o julgamento de um carrasco nazista nos anos 50, que causa reboliço na comunidade judaica mundo afora. Importante e realmente muito interessante. (foto acima)

3. A BELA QUE DORME, de Marco Bellocchio (Itália) – do mesmo diretor de Vincere, é um belo filme que reflete sobre a vida, a morte e as relações familiares, tudo em torno de uma moça que está em coma há 17 anos. Para pensar e refletir, com um tom duro sobre as mazelas da vida.

4. TRUQUE DE MESTRE, de Louis Leterrier (EUA) – filme sobre quatro ilusionistas que vão dar um golpe fenomenal: roubar um banco. Mas é roubo ou mágica? Entretenimento bacana, com muita ação. Para se divertir.

5. GUERRA MUNDIAL Z, de Marc Foster (EUA) – outro filme apocalíptico, desta vez com zumbis. Com o chamariz de Brad Pitt, é superbem feito e tem um bom ritmo. Para se divertir – e sentir aquele suspense no ar.

6. AUGUSTINE, de Alice Winocour (França) – para ver bem acompanhado, conta a história de Augustine, uma jovem que sofre de “histeria” e é tratada pelo famoso cientista Charcot no final dos século 19. Atmosfera francesa dos hospitais da época, com toque de romance e ciência.

 

PARA QUEM AINDA NÃO VIU, APROVEITE:

7. ADEUS, MINHA RAINHA, de Benoît Jacquot (França) – Revolução Francesa vista dos bastidores, pelo ponto de vista de uma das criadas da rainha. Com um olhar diferenciado, é delicadíssimo. Para se emocionar e entender o nosso mundo, por que não?

8. ALÉM DA ESCURIDÃO – STAR TREK, de J.J. Adams (EUA) – ficção científica impecável, é o segundo da série de aventuras no espaço com a nave Enterprise. Para se divertir – e pode levar os filhos que o programa é muito bacana!

9. ANTES DA MEIA-NOITE, de Richard Linklater (EUA) – terceiro da série, agora o casal Jesse e Celine estão na casa dos 40, o casamento já tem história – e muitas questões pra resolver – e eles continuam “discutindo a relação”. Deliciosamente. Para ver bem acompanhado, com certeza – nem que seja para acertar os ponteiros depois do filme.

10. UMA HISTÓRIA DE AMOR E FÚRIA, de Luiz Bolognesi (Brasil) – melhor animação no festival de Annecy, na França, mostra um herói imortal que percorre vários momentos da história do Brasil. Em tempos de protestos e insatisfação, pode dar boa conversa depois. Para entender o nosso mundo e apreciar um bom produto nacional.

 

Sem Comentários » TAGS:  
A VIDA DE PAULO COELHO VIRA CINEMA
CLASSIFICAÇÃO: Especial, Dicas Afins, Brasil - 27/06/2013

paulo coelho2No exterior, o filme vai se chamar O Peregrino. Faz sentido. Foi com seu livro O Alquimista (1989), em que o protagonista faz a peregrinação a Santiago de Compostela, na Espanha, que Paulo deslancha na carreira de escritor, para se tornar o brasileiro que mais vende livros fora do país.

No Brasil, o título vai ser diferente, mais ainda com essa alusão ao rumo, ao caminho, ao movimento, à busca constante. Não Pare na Pista – A Melhor História de Paulo Coelho foi tirado do título de uma canção composta por Paulo Coelho e Raul Seixas e dá bem essa noção necessária de seguir sempre em frente. Como faz o peregrino, que não desiste jamais.

Previsto para o primeiro semestre de 2014, o filme é uma co-produção Brasil-Espanha, já foi filmado no Rio e agora está em Santiago de Compostela. Quem faz Paulo é o mesmo ator que fez Gonzaga – De Pai Pra Filho, Júlio Andrade (foto), que representou com muito talento – aliás, até impressiona a semelhança entre o ator e o personagem Gonzaguinha. Com roteiro de Carolina Kotscho (também de 2 Filhos de Francisco) e direção de Daniel Augusto, o filme vai contar como Paulo encontrou esse caminho do sucesso.

Quem quiser saber mais antes de o filme chegar nas telas, a biografia O Mago, de Fernando Moraes, traça um panorama superinteressante sobre o escritor. Ou ainda, o filme sobre Raul Seixas, parceiro e amigo de Paulo: Raul – O Início, O Fim e o Meio, também situa bem a atmosfera da época – além de ser um ótimo filme, claro. Boa pedida para as férias.

 

Sem Comentários » TAGS:  
PROTESTOS NO CINEMA MUNDO AFORA
CLASSIFICAÇÃO: Especial, Dicas Afins - 26/06/2013

eua x john lennon11 icone_DVD

 

 

Na esteira dos protestos que acontecem no Brasil neste momento, o Cine Garimpo preparou uma lista de 10 filmes que trazem algum tipo de manifestação ao redor do globo, literalmente. Para entender o nosso mundo! Vale conferir!

 

 

 

GANDHI, de Richard Attenborough (1982)  –  emblemático e essencial, sobre a luta do pacifista indiano pela liberdade (INDIA)

OS EUA X JOHN LENNON, David Leaf e John Scheinfeld (2006) – protestos silenciosos e espinhosos de Yoko e Lennon pela paz; momento importante de mobilização contra a guerra do Vietnã (EUA)

O GRUPO BAADER-MEINHOF, de Uli Edel (2008) – grupo de jovens terroristas protestam contra a Guerra do Vietnã, contra a postura imperialista dos americanos, e optam pela manifestação violenta (ALEMANHA)

NO, de Pablo Larraín (2012) – durante a ditadura de Pinochet, no Chile, um grupo resolve protestar contra ela e lançar a campanha do NÃO ao ditador! (CHILE)

ARGO, de Ben Affleck (2012) – quando o povo iraniano se manifesta contra o apoio americano ao ditador Xá Reza Pahlevi, deposto pelo Aiatolá Khomeini na revolução islâmica. (IRÃ)

ALÉM DA LIBERDADE, de Luc Besson (2011) – ativista Aung San Suu Kyi, vencedora do Prêmio Nobel da Paz em 1991, ficou em prisão domiciliar por 21 anos em Mianmar e até hoje luta pelo fim da repressão política no país. (MIANMAR)

EM NOME DO PAI, de Jim Sheridan (1993) – quando o católico Exército Republicano Irlandês (IRA) protesta contra a presença inglesa no país e exige que o território da Irlanda do Norte volte a se integrar à Irlanda (território autônomo). (IRLANDA)

MILK – A VOZ DA IGUALDADE, de Gus Van Sant (2009) – ativista homossexual Harvey Milk luta para que os gays tenham os mesmos direitos do que os cidadãos comuns. (EUA)

UMA HISTÓRIA DE AMOR E FÚRIA, de Luiz Bolognesi (2013) – animação que mostra o protesto de um líder brasileiro nas diversas fases da história do país. (BRASIL)

SE NÃO NÓS, QUEM? Andres Veiel (2011) – jovens alemães protestam contra a Guerra do Vietnã, o imperialismo americano, o governo de ultradireita, as ditaduras, o capitalismo de uma forma geral. (ALEMANHA)

 

Sem Comentários » TAGS:  
REALEZA NA TELONA
CLASSIFICAÇÃO: Especial, Dicas Afins - 20/06/2013

diana2

 

Para quem gosta de histórias da realeza, fique sabendo que há dois filmes programados para mostrar um pouco dos bastidores das vidas de duas das mais famosas princesas europeias.

 

Ainda este ano teremos DIANA, de Olivier Hirschbiegel. O filme vai mostrar os dois últimos anos da vida de Lady Di (1961-97), com enfoque na sua ação humanitária e sua relação com o cirurgião Hasnat Khan. Estreia ainda este ano, quando Diana seria avó. Para representá-la, Naomi Watts, atriz versátil de filmes como O Impossível, Jogos de Poder, 21 Gramas.

 

grace kely

Em fase de pós-produção, o filme GRACE OF MONACO vai contar um pouco da história de Grace Kelly (1929-82),a promissora atriz de Hollywood que abandona a carreira para se casar com o príncipe Rainier, de Mônaco. Com foco nos anos 1960, mostra um momento de crise política entre o príncipe e Charles de Gaulle, sem deixar de lado o cuidado com a produção e com a escolha da atriz que representa Grace. Nicole Kidman aparece linda (está em cartaz agora com o ótimo suspense Segredos de Sangue) e é dirigida por Olivier Dahan, do maravilhoso Piaf – Um Hino ao Amor. Deve estreiar no Brasil em 2014.

 

EM CARTAZ: Quem quiser ir ainda mais longe no tempo, ADEUS, MINHA RAINHA, de Benoît Jacquot, estreia amanhã nos cinemas, e volta até 1789, literalmente nas vésperas da Revolução Francesa. Trata dos bastidores, do que ocorreu nos corredores escuros do Palácio de Versailles quando os nobres e seus empregados souberam da queda da Bastilha. Interessante, delicado e plasticamente lindo!

 

 

Sem Comentários » TAGS:  
NAMORADOS: PARA VER BEM ACOMPANHADO
CLASSIFICAÇÃO: Especial, Dicas Afins - 10/06/2013

beijo roubado 2

 

A seleção do Cine Garimpo para o Dia dos Namorados – ou melhor, semana dos namorados – foge do tradicional. Saímos do lugar comum, buscando filmes menos conhecidos, de nacionalidades diferentes, que possam também trazer uma linguagem nova sobre romance. Bom garimpo!

 

 

  1. ENTRE O AMOR E A PAIXÃO, de Sarah Polley (EUA)
  2. AMOR À FLOR DA PELE, de Kar Wai Wong (China)
  3. ELLES, de Malgorzata Szumowska (França)
  4. UM BEIJO ROUBADO, de Wong Kar Wai (China) – foto acima
  5. EU RECEBERIA AS PIORES NOTÍCIAS DE SEUS LINDOS LÁBIOS, de Beto Brant e Renato Ciasca (Brasil)
  6. SENTIDOS DO AMOR, de David Mackenzie (Inglaterra)
  7. PARA POUCOS, de Antony Cordier (França)
  8. AMOR EM CINCO TEMPOS, de François Ozon (França)
  9. PARTIR, de Catherine Corsini (França)
  10. AMANTES, de James Gray (EUA)
  11. ANTES DO AMANHECER, de Richard Linklater (EUA)
  12. UM SONHO DE AMOR, de Luca Guadagnino (Itália)
  13. QUE MAIS POSSO QUERER, de Silvio Soldini (Itália)
  14. A JANELA DA FRENTE, de Ferzan Ozpetek (Turquia/Itália)
  15. PONTO FINAL – MATCH POINT, de Woody Allen (EUA)
  16. VICKY CRISTINA BARCELONA, de Woody Allen (EUA)
  17. BELEZA ROUBADA, de Bernardo Bertolucci (Itália)
  18. PECADOS ÍNTIMOS, de Todd Field (EUA)
  19. FATAL, de Isabel Coixet (França)
  20. GAINSBOURG – O HOMEM QUE AMAVA AS MULHERES, de Joann Sfar (França)

 

 

Sem Comentários » TAGS:  
6a MOSTRA AUDIOVISUAL ISRAELENSE
CLASSIFICAÇÃO: Festival, Especial, Dicas Afins - 03/06/2013

De hoje (3) a domingo (9), quem curte o cinema feito por cineastas de Israel pode se programar. A 6a Mostra Audiovisual Israelense traz filmes sobre a sociedade israelense, tocando em vários pontos com o religião, cultura, relacionamento, comportamento. É sempre superinteressante, sem falar que é um cinema de qualidade, que rende boas reflexões.

6mostra israelense

A programação está espalhada entre o Centro da Cultura Judaica, o clube A Hebraica, Cine Livraria Cultura e Shopping Higienópolis (veja a programação no site do festival). Para quem não consegue ir, o Cine Garimpo selecionou bons filmes sobre o tema, que já passaram por outras mostras por aqui e agora estão disponíveis em home video. É uma boa oportunidade para conhecer que cinema é esse! Eu recomendo!

 

A NOIVA SÍRIA (2004), de Eran Riklis

LEMON TREE (2008), de Eran Riklis

VALSA COM BASHIR (2008), de Ari Folman

A BANDA (2007), de Eran Kolirin

PECADO DA CARNE (2009 ), de Haim Tabakman

UM FILME INACABADO (2010), de Yael Hersonski

FREE ZONE (2005), de Amos Gitai

APROXIMAÇÃO (2007), de Amos Gitai

O DIA DO PERDÃO (2000), de Amos Gitai

UMA GARRAFA NO MAR DE GAZA (2013), de Thierry Binisti

MISSÃO DO GERENTE DE RECURSOS HUMANOS (2010), de Eran Riklis

O GATO DO RABINO (2011), de Joann Sfar

 

 

Sem Comentários » TAGS:  

Próxima página »

CATEGORIAS

INSCREVA-SE PARA RECEBER NOSSA NEWSLETTER

Você também pode assinar listas específicas: