cinegarimpo

Aventura

MOANA
CLASSIFICAÇÃO: Para se Divertir, Estados Unidos, Em cartaz, Aventura, Animação - 04/01/2017

A próxima estreia (dia 05 de janeiro) é Moana – Um Mar de Aventura. Indicado a dois prêmios no Globo de Ouro (melhor canção original e animação), vai levar você para a Oceania. A menina aventureira faz uma viagem pelas ilhas acompanhada do semideus Maui e vai encantar todo mundo, com certeza.

 

 

Sem Comentários » TAGS:  
RAINHA DE KATWE – Queen of Katwe
CLASSIFICAÇÃO: Para se Emocionar, Garimpo na Locadora, Estados Unidos, Drama, Biografia, Aventura - 27/11/2016

Quando a gente acha que a vida está difícil demais, algumas histórias de vida dão um chacoalhão. Veja esta: uma menina, moradora de uma grande favela de Uganda chamada Katwe de Kampala, vive em um ambiente onde falta tudo. Falta casa, comida, saneamento básico, educação, entretenimento. Até que um missionário resolve implantar um projeto para ensinar as crianças da comunidade a jogar xadrez. Phiona Mutesi (Nalwanga) se envolve com a proposta, mostra que tem um talento acima da média e é a grande aposta de Robert (David Ovelowo, também em Selma – Uma Luta Pela Igualdade) para competir em Uganda, na África e em torneios internacionais. O improvável toma conta da situação.

O mais bonito do filme é o roteiro verdadeiro que ele carrega – de superação e vitória no meio de tantas adversidades. Apesar de todo o sofrimento da mãe (Lupita Nyong’o, também em 12 Anos de Escravidão), da miséria que rodeia a família e da dificuldade de acreditar no talento da menina, o filme não tem drama a mais, pelo contrário. Tem uma suavidade que convida adolescentes a assistir, acompanhar quase que em ritmo de aventura e refletir sobre as adversidades e a resiliência. E o desfecho é bem a cara da Disney – o que dá uma graça a mais ao filme, já bem gostoso de assistir e com a inevitável lição de moral que um exemplo deste carrega.

 

DIREÇÃO: Mira Nair ROTEIRO: William Wheeler, Tim Crothers ELENCO: Lupita Nyong’o, Madina Nalwanga, David Oyelowo, Martin Kabanza | 2016 (124 min)

Sem Comentários » TAGS:  
ANIMAIS FANTÁSTICOS E ONDE HABITAM – Fantastic Beasts and Where to Find Them
CLASSIFICAÇÃO: Para se Divertir, Garimpo na Locadora, Fantasia, Estados Unidos, Aventura - 17/11/2016

Mesmo quem não acompanhou a saga Harry Potter (se é que isso é possível), fica fácil gostar de Animais Fantásticos e Onde Habitam. Não se trata de uma sequência – e é claro que outros “animais fantásticos” virão –, mas o filme revisita o universo paralelo do mundo da magia, apresentado por J.K. Rowling em 2001 no primeiro filme da série, inclusive Howgarts, a escola de magia e bruxaria onde tudo começou.

Desta vez quem está no comando é um bruxo Newt Scamander. Especializado em criaturas mágicas, ele captura animais das mais variadas espécies, dá o tratamento necessário e cuida para que voltem ao habitat natural, o mundo mágico que existe dentro de uma mala. Scamander também estudou em Howgarts, assim como Harry Potter, especializou-se em ‘magizoologia’ e vai para Nova York para documentar outras criaturas mágicas – mas o que encontra são outros bruxos, não-bruxos e muita aventura.

Para quem gosta desse mundo de fantasia, é delicioso de assistir. Pilotado pela varinha mágica de Eddie Redmayne (também em A Garota Dinamarquesa, A Teoria de Tudo), Animais Fantásticos é a prova de que o céu é o limite para a imaginação bem imaginada. Tanto é que a gente até sai acreditando que ela existe dentro de uma mala. J.K. Rowling que o diga.

 

DIREÇÃO: David Yates ROTEIRO: J.K. Rowling ELENCO: Eddie Redmayne, Katherine Waterson, Alison Sudol, Ezra Miller, Dan Fogler | 2016 (133 min)

 

Sem Comentários » TAGS:  
KUBO E AS CORDAS MÁGICAS – Kubo And The Two Strings
CLASSIFICAÇÃO: Para Ver em Família, Para se Divertir, Garimpo na Locadora, fantasia, Estados Unidos, Aventura, Animação, Ação - 11/10/2016

 

O diretor Travis Knight conta que Kubo e as Cordas Mágicas é uma história de samurais. E é mesmo. Mas não é feita pelos japoneses – o diretor é americano, também responsável pelos também impecáveis Coraline e Os Boxtrolls. Cada vez que assisto a uma animação destas, saio com a sensação de que este é o auge da perfeição em animação. Lembrando que a técnica desse estúdio não é a digital tradicional – o estúdio Laika trabalha com o stop-motion, em que os bonecos são produzidos um a um (assim como seus adereços, feições, figurinos e cenários), os movimentos são fotografados quadro a quadro e montados em sequência para dar a sensação do movimento. É uma junção de arte, artesanato, design, ciência e tecnologia. Complexo, não?

O enredo fala do garoto Kubo, um exímio contador de histórias que tem um dom fora do comum: quanto toca o instrumento, o som faz com que os papéis de origami, que ele carrega na mochila, se transformem nos personagens da história. O que era imaginário vira real e esse poder mágico vai ser usado para uma missão transformadora no decorrer do filme.

Com tamanha perfeição de imagens e dos movimentos, emoção é o que não falta, todas irretocáveis. Além da aventura de Kubo, a foco da história é a família e as relações de confiança que são construídas, que são os pilares pra tudo o que fazemos. Não é à toa que tem pré-estreia programada para o Dia das Crianças – é um ótimo programa pra fazer em família.

 

DIREÇÃO: Travis Knight ROTEIRO: Marc Haimes, Chris Butler | 2016 (101 min)

 

 

 

 

 

Sem Comentários » TAGS:  
MEU AMIGO, O DRAGÃO – Pete’s Dragon
CLASSIFICAÇÃO: Para Ver em Família, Para se Divertir, Garimpo na Locadora, Fantasia, fantasia, Estados Unidos, Aventura - 11/10/2016
Tem tudo pra ser Mogli, mas no lugar do urso Balu, tem Elliot, o dragão carinhoso e zeloso, que cuida do pequeno Pete quando ele fica órfão. Criado na floresta, Pete se comporta igual ao menino-lobo e se encanta quando descobre que há criaturas iguais a ele – os humanos!

Claro que o filme cai no clichê da luta entre aqueles que apostam no impossível e querem preservá-lo, e aqueles que querem destruir a fantasia. O que prevalece a história de amizade e aventura, bem bonita pra ver em família.

 

DIREÇÃO: David Lowery ELENCO: Bryce Dallas Howard, Michael C. Hall, Robert Redford | 2016 (102 min)

Sem Comentários » TAGS:  
NERVE
CLASSIFICAÇÃO: Para Sentir Medo, Garimpo na Locadora, Estados Unidos, Drama, Aventura - 25/08/2016

Em tempos em que as pessoas ficam na rua à procura de Pokémons, fazendo da realidade virtual uma realidade de fato, Nerve é mais do que palpável. Vai na linha desse envolvimento maluco – e desmesurado – que as pessoas têm com as redes sociais, na busca por aprovação e pertencimento a algum tipo de grupo. Antiquada ou não, me causa estranheza o comportamento ditado pelas regras de uma não-realidade, ditada pela aparência. Mas assim é que é e Nerve toca nesse ponto profundo e discutível da construção da imagem.

Emma Roberts (também em Família do Bagulho) é Vee, uma garota insegura e reservada, que não se expõe como suas amigas, nem corre riscos. Mora com a mãe, que ainda superprotege a filha, traumatizada pela perda do filho em um acidente. Cansada de ser a boa moça, rende-se aos apelos da melhor amiga e entra no jogo da moda, Nerve. Funciona assim: você pode se cadastrar como observador ou jogador. Os observadores formam uma comunidade enorme de pessoas anônimas, que observam online todos os passos dos jogadores, que precisam superar desafios cada vez mais ousados e perigosos. Quanto mais bem sucedidos forem, mais seguidores ganham, mais dinheiro entra na conta. O par de Vee é Ian (Dave Franco, também em Vizinhos) e o difícil é saber a hora de parar.

Vee e Ian são protagonistas de uma história (baseada no livro homônimo) que conversa diretamente com o jovem, claro. É a praia deles, nasceram digitais, entendem esse universo paralelo, comunicam-se através dele e molda, daí, comportamentos. Mas é bem envolvente e dinâmico, faz parar pra pensar sobre esse limite tênue entre a vida aqui e agora e o infinito que pode ser criado do outro lado da tela. Nem sempre confiável. Aí é que mora o perigo – e a tentação.

 

DIREÇÃO: Henry Joost, Ariel Schulman ROTEIRO: Jeanne Ryan, Jessica Sharzer ELENCO: Emma Roberts, Dave Franco, Emily Meade, Juliette Lewis | 2016 (96 min)

 

Sem Comentários » TAGS:  
BEN-HUR
CLASSIFICAÇÃO: Para se Divertir, Para Entender o Nosso Mundo, Garimpo na Locadora, Estados Unidos, Aventura, Ação - 18/08/2016

Pra embarcar nessa nova versão do livro de Lew Wallace, esqueça o Ben-Hur de 1959. A versão atual é um filme de ação, focado, principalmente, no momento religioso daquele ano fatídico: 33 d.C. Na pele de Jesus, Rodrigo Santoro marca sua presença e dá um tom de misericórdia à traição entre os irmãos e à crueldade dos romanos contra o povo judeu.

O enredo é o mesmo: o romano Messala (Toby Kebbell) é adotado ainda criança pela família real e criado como irmão de Judah Ben-Hur (Jack Huston). Entre eles, reina o amor fraterno mas, por ironia do destino, Messala junta-se ao exército romano, tem que cumprir a ordem de Pilatos e massacrar os judeus – isso inclui destruir a família que o criou.

O ponto alto é a corrida das bigas (esporte olímpico na Grécia Antiga!), que culmina no desfecho com o viés que se encaixa com a importância dada à figura de Jesus no filme. Tem um ritmo acelerado – às vezes novelesco demais – retrata um momento histórico e dá o recado de essa coisa da intolerância religiosa é obra humana mesmo, desde que o mundo é mundo.

 

DIREÇÃO: Timur Bekmambetov ROTEIRO: Lew Wallace, Keith R. Clarke ELENCO: Jack Huston, Toby Kebbell, Rodrigo Santoro | 2016 (124 min)

 

Sem Comentários » TAGS:  
O BOM GIGANTE AMIGO – The BFG
CLASSIFICAÇÃO: Para se Divertir, Garimpo na Locadora, Fantasia, Estados Unidos, Aventura - 02/08/2016

Antes de ser dócil, E.T. É um extraterrestre; antes de ser amigo, BFG é um gigante. Partindo desse princípio, Steven Spielberg alimenta o imaginário infanto-juvenil, antes de construir a fábula. Sábio. Parte do aterrorizante até chegar no afeto, num piscar de olhos. E cativa com seu olhar impecável na direção de arte, e emotivo, na construção da amizade.

BFG é o apelido que a pequena Sophie dá ao seu amigo gigante: Big Friendly Giant. Ele vive na terra dos gigantes, é hostilizado pelos gigantes maldosos e coleciona sonhos. BFG se tornam amigos improváveis, assim como aconteceu com o extraterrestre que colocou Spielberg no hall dos grandes e geniais cineastas da atualidade.

Adorei o toque de humor britânico da visita à rainha e do tom de aventura dado ao filme. Capricha no visual, na riquezas de detalhes, na homenagem à leitura e ao seu poder de embarcar o leitor pelo mundo imaginário. Filme gostoso pra ver em família.

 

DIREÇÃO: Steven Spielberg ROTEIRO: Melissa Mathison, Roald Dahl (livro) ELENCO: Mark Rylance, Ruby Barhill, Penelope Wilton, Rebecca Hall | 2016 (117 min)

 

 

Sem Comentários » TAGS:  
MOGLI: O MENINO LOGO – The Jungle Book
CLASSIFICAÇÃO: Para Ver em Família, Para se Divertir, Garimpo na Locadora, Estados Unidos, Aventura, Animação - 15/04/2016

Quem não se lembra do tigre de As Aventuras de Pi? Agora tem tigre, cobra, urso, pantera e todos os outros animais da selva do Mogli, feitos com a perfeição dos recursos digitais e do talento dos profissionais da Disney. O único em carne e osso é o próprio Mogli, um garoto selecionado entre milhares pra viver o menino que é criado por lobos, da história que a gente já conhece de cor.

E o mais legal é que isso não tem a menor importância. Sabemos a história toda, mas a direção de Jon Favreau (também de Chef, Homem de Ferro) garante que você se divirta com os diálogos, principalmente entre Mogli, , Baloo, urso folgado e bon vivant, e Bagheera, a pantera madura e sensata. Sem falar no fator fofura dos outros animais que rodeiam a aventura do garoto pela selva, à procura da aldeia dos homens e na luta por um lugar ao sol.

Mogli me marcou muito porque meu filho assistia mil vezes por dia quando era pequeno. Rola uma nostalgia boa, uma identificação com o personagem corajoso e amoroso que ele é. E, além do talento em criar uma interação perfeita entre os animais, as vozes em inglês são incríveis (não assisti ao filme dublado, mas normalmente isso também é muito bem feito por aqui) e parece, de verdade, que estamos vendo bichos reais. Viva a tecnologia – que, quando aliada ao fator “sensibilidade”, dá um resultado delicioso de ver. Para ver em família, sem dúvida.

 

DIREÇÃO: Jon Favreau ROTEIRO: Justin Marks, Rudyard Kipling ELENCO: Neel Sethi, Bill Murray, Ben Kingsley, Scarlett Johansson, Lupita Nyong’o, Idris Elba | 2016 (105 min)

Sem Comentários » TAGS:  
VOANDO ALTO – Eddie The Eagle
CLASSIFICAÇÃO: Para se Emocionar, Para se Divertir, Inglaterra, Garimpo na Locadora, Aventura - 30/03/2016

Quem poderia imaginar uma história como esta: um sujeito desengonçado e sem habilidade para esporte, encasqueta que quer ser atleta olímpico, começa a treinar depois de adulto e consegue realizar seu sonho. Ainda bem que o cinema é capaz de trazer histórias como esta de superação e coragem. Se não fosse realmente verdade, dava pra jurar que o roteiro de Eddie The Eagle era ficção.

Eddie Edwards é britânico e sonha em ser atleta. Sofre bullying na infância e adolescência, porque realmente não tem porte atlético. Contrariando as expectativas do pai, Eddie tem o apoio da mãe, tenta todo tipo de esporte e descobre que há uma brecha para ingressar na equipe de salto de esqui. Luta com todas as suas forças e as estratégias mais improváveis para participar das Olimpíadas de Inverno de Calgary, no Canadá em 1988, como único integrante da delegação olímpica britânica.

Quem faz o papel de Eddie é Taron Egerton (também de Kingsman: Serviço Secreto) – e é muito convincente. Junto com Hugh Jackman (também em Os Suspeitos, Os Miseráveis), que assume o lugar de seu treinador, os dois formam uma dupla divertida e resiliente, e protagonizam esta história de superação com graça e credibilidade – apesar da história em si ser praticamente inacreditável. Ótimo pra ver em família, inclusive para assistir com jovens e adolescentes que precisam de passagens inspiradoras pra dar veracidade àquele discurso recorrente dos pais de “nunca desistir”.

 

DIREÇÃO: Dexter Fletcher ROTEIRO: Sean Macaulay, Simon Kelton ELENCO: Taron Egerton, Hugh Jackman, Tom Costello Jr., Jo Hartley, Keith Allen | 2016 (126 min)

 

Sem Comentários » TAGS:  

Próxima página »

CATEGORIAS

INSCREVA-SE PARA RECEBER NOSSA NEWSLETTER

Você também pode assinar listas específicas: