cinegarimpo
CAPITAL HUMANO – Il Capitale Umano
CLASSIFICAÇÃO: Para Pensar, Itália, Garimpo na Locadora, Drama - 11/11/2015

Apesar de o formato de Capital Humano ser um dos pontos fortes do filme (e já explico o porquê), a crítica social é o que fala mais alto. E não é pra menos: estamos cada vez mais absorvidos por uma sociedade que nos cerca com sua ansiedade, com suas obrigações de possuir o que todos almejam, comportar-se como todos julgam ser o mais adequado e atender às expectativas de todos. Ser bem sucedido, ter coisas, usufruir sem interagir é a pedida do momento. Capital Humano vai além da ironia. É uma crítica feroz aos rótulos e aprisionamentos dos comportamentos sociais.

Falei acima do formato, porque ele é uma importante ferramenta desse processo de análise do relacionamento das pessoas de acordo com as expectativas sociais. A história tem três protagonistas: Dino, um bom sujeito, mas um falso-ingênuo-oportunista que finge uma grande amizade para conseguir vantagens e ganhar dinheiro, sem avaliar os riscos do negócio; é pai de Serena, uma jovem que namora um garoto riquíssimo, filho de Carla, uma senhora linda e elegante, que aparentemente tem toda a vida sob controle, vive para ser vista e invejada, mas ama o que ela ama mesmo é o teatro. Para contar como a vida dessas três pessoas se entrelaça, o diretor Paolo Virzì divide o filme em três capítulo, cada um abordando a visão desses personagens a partir do mesmo fato.

Toda história tem diversos pontos de vista. Só quem viveu, sabe o que sentiu. Por isso, julgamentos prévios são sempre perigosos e normalmente falsos, sem falar da encrenca que é tomar como certa uma primeira impressão. Após um acidente com um ciclista, a vida dessas pessoas e suas famílias se modifica para sempre, mas o diretor não para por aí. Vai além, consegue transcender o drama pessoal e entrar na difícil realidade das relações sociais e familiares, das expectativas e do destino que as pessoas traçam para si, muitas vezes sem nem mesmo saber o porquê.

O título Capital Humano é maravilhoso neste contexto: faz pensar quanto vale uma vida, em comparação ao valor que se dá a todas aquelas outras coisas de que falamos acima neste texto: bens, investimentos, negócios. Esse é o termo usado por uma seguradora para avaliar quanto vale uma vida no caso de um sinistro. Quanto? Façam suas apostas.

 

DIREÇÃO: Paolo Virzì ROTEIRO: Stephen Amidon, Paolo Virzì ELENCO: Fabrizio Bentivoglio, Matilde Gioli, Valeria Bruni Tedeschi, Fabrizio Gifuni, Valeria Golino | 2013 (111 min)

 

COMPARTILHE: TAGS:  

Envie uma Opinião

CATEGORIAS

INSCREVA-SE PARA RECEBER NOSSA NEWSLETTER

Você também pode assinar listas específicas:

 

 

FALE COMIGO HISTÓRIA DO BLOG