QUEM LEVOU O OSCAR 2015

Publicado em

Minha torcida é para que ganhe:

filme – Boyhood (ganhou Birdman – )

diretor – Linklater (ganhou Iñarritu)

ator – Redmayne (A Teoria de Tudo) !

atriz – Julianne Moore (Para Sempre Alice) !

atriz coadjuvante – Patricia Arquette (Boyhood) !

ator coadjuvante – JK Simmons (Whiplash) !

roteiro original – Birdman

roteiro adaptado – Sniper Americano (ganhou O Jogo da Imitação)

canção original – Lost Stars (Mesmo se Nada Der Certo) (ganhou Glory, do filme Selma)

filme estrangeiro – Leviatã  (ganhou Ida)

 

VENCEU (EM AZUL):

Melhor filme
Sniper americano
Birdman
Boyhood: Da infância à juventude
O grande hotel Budapeste
O jogo da imitação
Selma
A teoria de tudo
Whiplash

Melhor diretor
Alejandro Gonzáles Iñárritu (“Birdman“)
Richard Linklater (“Boyhood“)
Bennett Miller (“Foxcatcher: Uma história que chocou o mundo“)
Wes Anderson (“O grande hotel Budapeste”)
Morten Tyldum (“O jogo da imitação“)

Melhor ator
Steve Carell (“Foxcatcher“)
Bradley Cooper (“Sniper americano”)
Benedict Cumbertatch (“O jogo da imitação“)
Michael Keaton (“Birdman“)
Eddie Redmayne (“A teoria de tudo“)

Melhor ator coadjuvante
Robert Duvall (“O juiz”)
Ethan Hawke (“Boyhood“)
Edward Norton (“Birdman“)
Mark Ruffalo (“Foxcatcher“)
JK Simons (“Whiplash“)

Melhor atriz
Marion Cotillard (“Dois dias, uma noite“)
Felicity Jones (“A teoria de tudo“)
Julianne Moore (“Para sempre Alice”)
Rosamund Pike (“Garota exemplar“)
Reese Whiterspoon (“Livre“)

Melhor atriz coadjuvante
Patricia Arquette (“Boyhood“)
Laura Dern (“Livre“)
Keira Knightley (“O jogo da imitação“)
Emma Stone (“Birdman“)
Meryl Streep (“Caminhos da floresta“)

Melhor filme em língua estrangeira
Ida” (Polônia)
Leviatã” (Rússia)
“Tangerines” (Estônia)
Timbuktu” (Mauritânia)
Relatos selvagens” (Argentina)

Melhor documentário
“O sal da terra”
Citizen Four
“Finding Vivian Maier”
“Last days”
“Virunga”

Melhor documentário em curta-metragem 
Crisis Hotline: Veterans Press 1
“Joanna”
“Our curse”
“The reaper (La Parka)”
“White earth”

Melhor animação
“Operação Big Hero”
Como treinar o seu dragão 2
Os Boxtrolls
“Song of the sea”
“The Tale of the Princess Kaguya”

Melhor animação em curta-metragem
“The bigger picture”
“The dam keeper”
Feast
“Me and my moulton”
“A single life”

Melhor curta-metragem em ‘live-action’
“Aya”
“Boogaloo and Graham”
“Butter lamp (La lampe au beurre de Yak)”
“Parvaneh”
The phone call

Melhor roteiro original
Alejandro G. Iñárritu, Nicolás Giacobone, Alexander Dinelaris Jr. e Armando Bo (“Birdman“)
Richard Linklater (“Boyhood“)
E. Max Frye e Dan Futterman (“Foxcatcher“)
Wes Anderson e Hugo Guinness (“O grande hotel Budapeste”)
Dan Gilroy (“O abutre“)

Melhor roteiro adaptado
Jason Hall (“Sniper americano”)
Graham Moore (“O jogo da imitação”)
Paul Thomas Anderson (“Vício inerente”)
Anthony McCarten (“A teoria de tudo“)
Damien Chazelle (“Whiplash“)

Melhor fotografia
Emmanuel Lubezki (“Birdman”)
Robert Yeoman (“O Grande Hotel Budapeste”)
Lukasz Zal e Ryzasd Lenczewski (“Ida”)
Dick Pope (“Sr. Turner”)
Roger Deakins (“Invencível”)

Melhor edição (MONTAGEM)
Joel Cox e Gary D. Roach (“Sniper americano”)
Sandra Adair (“Boyhood“)
Barney Pilling (“O grande hotel Budapeste”)
William Goldenberg (“O jogo da imitação“)
Tom Cross (“Whiplash“)

Melhor design de produção (direção de arte)
“O grande hotel Budapeste”
“O jogo da imitação”
Interestelar
“Caminhos da floresta”
“Sr. Turner”

Melhores efeitos visuais
Dan DeLeeuw, Russell Earl, Bryan Grill e Dan Sudick (“Capitão América 2: O soldado invernal”)
Joe Letteri, Dan Lemmon, Daniel Barrett e Erik Winquist (“Planeta dos macacos: O confronto“)
Stephane Ceretti, Nicolas Aithadi, Jonathan Fawkner e Paul Corbould (“Guardiões da Galáxia”)
Paul Franklin, Andrew Lockley, Ian Hunter e Scott Fisher (“Interestelar“)
Richard Stammers, Lou Pecora, Tim Crosbie e Cameron Waldbauer (“X-Men: Dias de um futuro esquecido”)

Melhor figurino
Milena Canonero (“O grande hotel Budapeste”)
Mark Bridges (“Vício inerente”)
Colleen Atwood (“Caminhos da floresta“)
Anna B. Sheppard e Jane Clive (“Malévola”)
Jacqueline Durran (“Sr. Turner”)

Melhor maquiagem e cabelo
Bill Corso e Dennis Liddiard (“Foxcatcher“)
Frances Hannon e Mark Coulier (“O grande hotel Budapeste”)
Elizabeth Yianni-Georgiou e David White (“Guardiões da Galáxia”)

Melhor trilha sonora
Alexandre Desplat (“O grande hotel Budapeste”)
Alexandre Desplat (“O jogo da imitação“)
Hans Zimmer (“Interestelar“)
Gary Yershon (“Sr. Turner”)
Jóhann Jóhannsson (“A teoria de tudo“)

Melhor canção
“Everything is awesome”, de Shawn Patterson (“Uma aventura Lego“)
Glory”, de John Stephens e Lonnie Lynn (“Selma“)
“Grateful”, de Diane Warren (“Além das luzes”)
“I’m not gonna miss you”, de Glen Campbell e Julian Raymond (“Glen Campbell…I’ll be me”)
“Lost Stars”, de Gregg Alexander e Danielle Brisebois (“Mesmo se nada der certo“)

Melhor edição de som
Alan Robert Murray e Bub Asman (“Sniper americano”)
Martín Hernández e Aaron Glascock (“Birdman“)
Brent Burge e Jason Canovas (“O hobbit: A batalha dos cinco exércitos“)
Richard King (“Interestelar“)
Becky Sullivan e Andrew DeCristofaro (“Invencível“)

Melhor mixagem de som
John Reitz, Gregg Rudloff e Walt Martin (“Sniper americano”)
Jon Taylor, Frank A. Montaño e Thomas Varga (“Birdman“)
Gary A. Rizzo, Gregg Landaker e Mark Weingarten (“Interestelar“)
Jon Taylor, Frank A. Montaño e David Lee (“Invencível“)
Craig Mann, Ben Wilkins e Thomas Curley (“Whiplash“)

QUEM DISPUTA O OSCAR 2015

Publicado em

Foi divulgada hoje a lista dos indicados.

Gostei: da escolha dos filmes estrangeiros. Só filme bom! De Marion Cotillard ser indicada pelo filme Dois Dias, Uma Noite, dos Irmãos Dardenne. De Boyhood ser indicado para as principais categorias: filme, diretor, ator, atriz coadjuvante, roteiro original.

Não gostei: do destaque tão grande que teve O Jogo da Imitação Grande Hotel Budapeste. O primeiro tem uma história real incrível, mas não tem nada de muito especial enquanto filme (como conjunto de filme-história-real, gosto mais de A Teoria de Tudo); o segundo é original, mas não é para tanto assim. Ou será que terei de ver de novo para crer?

 

Melhor filme
Sniper americano
Birdman
Boyhood: Da infância à juventude
O grande hotel Budapeste
O jogo da imitação
Selma
A teoria de tudo
Whiplash

Melhor diretor
Alejandro Gonzáles Iñárritu (“Birdman“)
Richard Linklater (“Boyhood“)
Bennett Miller (“Foxcatcher: Uma história que chocou o mundo“)
Wes Anderson (“O grande hotel Budapeste”)
Morten Tyldum (“O jogo da imitação“)

Melhor ator
Steve Carell (“Foxcatcher“)
Bradley Cooper (“Sniper americano”)
Benedict Cumbertatch (“O jogo da imitação“)
Michael Keaton (“Birdman“)
Eddie Redmayne (“A teoria de tudo“)

Melhor ator coadjuvante
Robert Duvall (“O juiz”)
Ethan Hawke (“Boyhood“)
Edward Norton (“Birdman“)
Mark Ruffalo (“Foxcatcher“)
JK Simons (“Whiplash“)

Melhor atriz
Marion Cotillard (“Dois dias, uma noite“)
Felicity Jones (“A teoria de tudo“)
Julianne Moore (“Para sempre Alice”)
Rosamund Pike (“Garota exemplar“)
Reese Whiterspoon (“Livre“)

Melhor atriz coadjuvante
Patricia Arquette (“Boyhood“)
Laura Dern (“Livre“)
Keira Knightley (“O jogo da imitação“)
Emma Stone (“Birdman“)
Meryl Streep (“Caminhos da floresta“)

Melhor filme em língua estrangeira
Ida” (Polônia)
Leviatã” (Rússia)
“Tangerines” (Estônia)
Timbuktu” (Mauritânia)
Relatos selvagens” (Argentina)

Melhor documentário
“O sal da terra”
“CitizenFour”
“Finding Vivian Maier”
“Last days”
“Virunga”

Melhor documentário em curta-metragem 
“Crisis Hotline: Veterans Press 1”
“Joanna”
“Our curse”
“The reaper (La Parka)”
“White earth”

Melhor animação
“Operação Big Hero”
Como treinar o seu dragão 2
Os Boxtrolls
“Song of the sea”
“The Tale of the Princess Kaguya”

Melhor animação em curta-metragem
“The bigger picture”
“The dam keeper”
“Feast”
“Me and my moulton”
“A single life”

Melhor curta-metragem em ‘live-action’
“Aya”
“Boogaloo and Graham”
“Butter lamp (La lampe au beurre de Yak)”
“Parvaneh”
“The phone call”

Melhor roteiro original
Alejandro G. Iñárritu, Nicolás Giacobone, Alexander Dinelaris Jr. e Armando Bo (“Birdman“)
Richard Linklater (“Boyhood“)
E. Max Frye e Dan Futterman (“Foxcatcher“)
Wes Anderson e Hugo Guinness (“O grande hotel Budapeste”)
Dan Gilroy (“O abutre“)

Melhor roteiro adaptado
Jason Hall (“Sniper americano”)
Graham Moore (“O jogo da imitação“)
Paul Thomas Anderson (“Vício inerente”)
Anthony McCarten (“A teoria de tudo“)
Damien Chazelle (“Whiplash“)
Melhor fotografia

Emmanuel Lubezki (“Birdman“)
Robert Yeoman (“O grande hotel Budapeste”)
Lukasz Zal e Ryszard Lenczewski (“Ida“)
Dick Pope (“Sr. Turner”)
Roger Deakins (“Invencível“)

Melhor edição
Joel Cox e Gary D. Roach (“Sniper americano”)
Sandra Adair (“Boyhood“)
Barney Pilling (“O grande hotel Budapeste”)
William Goldenberg (“O jogo da imitação“)
Tom Cross (“Whiplash“)

Melhor design de produção
“O grande hotel Budapeste”
O jogo da imitação
Interestelar
Caminhos da floresta
“Sr. Turner”

Melhores efeitos visuais
Dan DeLeeuw, Russell Earl, Bryan Grill e Dan Sudick (“Capitão América 2: O soldado invernal”)
Joe Letteri, Dan Lemmon, Daniel Barrett e Erik Winquist (“Planeta dos macacos: O confronto“)
Stephane Ceretti, Nicolas Aithadi, Jonathan Fawkner e Paul Corbould (“Guardiões da Galáxia”)
Paul Franklin, Andrew Lockley, Ian Hunter e Scott Fisher (“Interestelar“)
Richard Stammers, Lou Pecora, Tim Crosbie e Cameron Waldbauer (“X-Men: Dias de um futuro esquecido”)

Melhor figurino
Milena Canonero (“O grande hotel Budapeste”)
Mark Bridges (“Vício inerente”)
Colleen Atwood (“Caminhos da floresta“)
Anna B. Sheppard e Jane Clive (“Malévola”)
Jacqueline Durran (“Sr. Turner”)

Melhor maquiagem e cabelo
Bill Corso e Dennis Liddiard (“Foxcatcher“)
Frances Hannon e Mark Coulier (“O grande hotel Budapeste”)
Elizabeth Yianni-Georgiou e David White (“Guardiões da Galáxia”)

Melhor trilha sonora
Alexandre Desplat (“O grande hotel Budapeste”)
Alexandre Desplat (“O jogo da imitação“)
Hans Zimmer (“Interestelar“)
Gary Yershon (“Sr. Turner”)
Jóhann Jóhannsson (“A teoria de tudo“)

Melhor canção
“Everything is awesome”, de Shawn Patterson (“Uma aventura Lego“)
“Glory”, de John Stephens e Lonnie Lynn (“Selma“)
“Grateful”, de Diane Warren (“Além das luzes”)
“I’m not gonna miss you”, de Glen Campbell e Julian Raymond (“Glen Campbell…I’ll be me”)
“Lost Stars”, de Gregg Alexander e Danielle Brisebois (“Mesmo se nada der certo“)

Melhor edição de som
Alan Robert Murray e Bub Asman (“Sniper americano”)
Martín Hernández e Aaron Glascock (“Birdman“)
Brent Burge e Jason Canovas (“O hobbit: A batalha dos cinco exércitos“)
Richard King (“Interestelar“)
Becky Sullivan e Andrew DeCristofaro (“Invencível“)

Melhor mixagem de som
John Reitz, Gregg Rudloff e Walt Martin (“Sniper americano”)
Jon Taylor, Frank A. Montaño e Thomas Varga (“Birdman“)
Gary A. Rizzo, Gregg Landaker e Mark Weingarten (“Interestelar“)
Jon Taylor, Frank A. Montaño e David Lee (“Invencível“)
Craig Mann, Ben Wilkins e Thomas Curley (“Whiplash“)

QUEM LEVA O GLOBO DE OURO 2015?

Publicado em

Dia 11 tem Globo de Ouro e começa a temporada de premiações. Agora já estão colocadas na mesa as apostas, inclusive espelhando o que virá para o Oscar.

Diferente do que acontecia há alguns anos, já vi a maioria dos filmes – o gap entre a estreia dos filmes no exterior e aqui é pequena ou inexiste, portanto é bem mais gostoso acompanhar as indicações e poder dar palpite com conhecimento de causa.

Entrei para assistir a Birdman nos Estados Unidos quase que por acaso e saí impressionada com a profundidade do tema e o realismo com que é tratada a questão do ator decadente, que já não tem mais fama, dinheiro ou trabalho nesse mercado cruel. Michael Keaton, o ex-Batman, aqui é também um ex-super-herói (não por acaso), que luta para reconquistar a confiança da filha (Emma Stone), mostrar seu trabalho no teatro, reaver o respeito do público e dos produtores e refazer o caixa. Na mesma linha do também ótimo O Último Ato, com Al Pacino. Afinal, que vida é essa depois da fama?

Birdman é o campeão de indicações, inclusive nas principais categorias: filme, diretor, ator, atriz coadjuvante e é minha aposta na categoria melhor comédia ou musical. Já na categoria melhor drama, fico com Boyhood – Da Infância à Juventude, pelo ineditismo do projeto e pela sua profunda capacidade de criar empatia e identificação com cada um de nós.

 

Veja os principais indicados ao Globo de Ouro 2015:

Cinema

Melhor filme – Drama
“Boyhood”
“Foxcatcher”
“O jogo da imitação”
“Selma”
“A teoria de tudo”
Melhor filme – Comédia ou musical
“Birdman”
“O grande hotel Budapeste”
“Caminhos da floresta”
“Pride
“Um santo vizinho”

Melhor atriz – Drama
Jennifer Aniston (“Cake”)
Felicity Jones (“A teoria de tudo”)
Julianne Moore (“Still Alice”)
Rosamund Pike (“Garota exemplar”)
Reese Witherspoon (“Livre”)

Melhor ator – Drama
Steve Carell (“Foxcatcher”)
Benedict Cumberbatch (“O jogo da imitação”)
Jake Gyllenhaal (“O abutre”)
David Oyelowo (“Selma”)
Eddie Redmayne (“A teoria de tudo”)

Melhor atriz – Comédia ou musical
Amy Adams (“Big eyes”)
Emily Blunt (“Caminhos da floresta”)
Helen Mirren (“A 100 passos de um sonho”)
Julianne Moore (“Mapa para as estrelas”)
Quvenzhané Wallis (“Annie”)

Melhor ator – Comédia ou musical
Ralph Fiennes (“O grande hotel Budapeste”)
Michael Keaton (“Birdman”)
Bill Murray (“Um santo vizinho”)
Joaquin Phoenix (“Vício inerente”)
Christoph Waltz (“Big eyes”)

Melhor ator coadjuvante
Robert Duvall (“O juiz”)
Ethan Hawke (“Boyhood”)
Edward Norton (“Birdman”)
Mark Ruffalo (“Foxcatcher”)
J.K. Simmons (Whiplash”)

Melhor atriz coadjuvante
Patricia Arquette (“Boyhood”)
Jessica Chastain (“A Most Violent Year”)
Keira Knightley (“O jogo da imitação”)
Emma Stone (“Birdman”)
Meryl Streep (“Caminhos da floresta”)

Melhor diretor
Wes Anderson (“O grande hotel Budapeste”)
Ava Duvernay (“Selma”)
David Fincher (“Garota exemplar”)
Alejandro González Iñárritu (“Birdman”)
Richard Linklater (“Boyhood”)

Melhor roteiro
Wes Anderson (“O grande hotel Budapeste”)
Gillyan Flinn (“Garota exemplar”)
Alejandro González Iñárritu (“Birdman”)
Richard Linklater (“Boyhood”)
Graham Moore (“O jogo da imitação”)

Melhor animação
“Operação Big Hero”
“Festa no céu”
“Os Boxtrolls”
“Uma aventura Lego”
“Como treinar seu dragão 2”

Melhor filme estrangeiro
“Força Maior” (Suécia)
“Gett” (Israel, Alemanha, França)
“Ida” (Polônia)
“Leviatã” (Rússia)
“Tangerines” (Estônia)

Melhor trilha original
Johann Johannsson – “A teoria de tudo”
Alexandre Desplat – “O jogo da imitação”
Trent Reznor & Atticus Ross – “Garota exemplar”
Antonio Sanchez – “Birdman”
Hans Zimmer – “Interestelar”

Melhor canção original
“Big Eyes” – “Big Eyes” (Lana Del Ray)
“Glory” – “Selma” (John Legend, COmmon)
“Mercy Is” – “Noé” (Patty SMith, Lenny kaye)
“Opportunity” – “Annie”
“Yellow Flicker Beat” – “Jogos Vorazes: A esperança – Parte 1” (Lorde)

TV

Melhor série de TV – Drama
“The affair”
“Downton Abbey”
“Game of thrones”
“The good wife”
“House of cards”

Melhor série de TV – Musical ou comédia
“Girls”
“Jane the virgin”
“Orange is the new black”
“Silicon valley”
“Transparent”

Melhor atriz em série de TV – Drama
Claire Danes (“Homeland”)
Viola Davis (“How to get away with murder”)
Julianna Margulies (“The good wife”)
Ruth Wilson (“The affair”)
Robin Wright (“House of cards”)

Melhor ator em série de TV – Drama
Clive Owen (“The Knick”)
Liev Schreiber (“Ray Donovan”)
Kevin Spacey (“House of cards”)
James Spader (“The blacklist”)
Dominic West (“The affair”)

Melhor atriz em série de TV – Comédia ou musical
Lena Dunham (“Girls”)
Edie Falco (“Nurse Jackie”)
Julia Louis-Dreyfus (“veep”)
Gina Rodriguez (“Jane the virgin”)
Taylor Schilling (“Orange is the new black”)

Melhor ator em série TV – Comédia ou musical
Louis C.K. (“Louie”)
Don Cheadle (“House of lies”)
Ricky Gervais (“Derek”)
William H. Macy (“Shameless”)
Jeffrey Tambor (“Transparent”)

Melhor minissérie ou filme para TV
“Fargo”
“The Missing”
“The normal heart”
“Olive Kitteridge”
“True detective”

Melhor atriz em minissérie ou filme para a TV
Maggie Gyllenhaal (“The honorable woman”)
Jessica Lange (“American horror story”)
Frances Mcdormand (“Olive Kitteridge”)
Frances O’Connor (“The missing”)
Allison Tolman (“Fargo”)

Melhor ator em minissérie ou filme para a TV
Martin Freeman (“Fargo”)
Woody Harrelson (“True detective”)
Matthew McConaughey (“True detective”)
Mark Ruffalo (“The normal heart”)
Bob Thornton (“Fargo”)

Melhor atriz coadjuvante em série, minissérie ou filme para TV
Uzo Aduba (“Orange is the new black”)
Kathy Bates (“American horror story”)
Joanne Froggatt (“Downton Abbey”)
Allison Janney (“Mom”)
Michelle Monaghan (“True detective”)

Melhor ator coadjuvante em série, minissérie ou filme para a TV
Matt Bomer (“The normal heart”)
Alan Cumming (“The good wife”)
Colin Hanks (“Fargo”)
Bill Murray (“Olive Kitteridge”)
Jon Voight (“Ray Donovan”)

INDICADOS DO SAG AWARDS 2015

Publicado em

Começa logo mais, em janeiro, a temporada de premiação de 2015. Quem abre é sempre o Globo de Ouro, em 11/01/2015, e em seguida vem o prêmio dado pelo Sindicato dos Atores dos EUA, o SAG AWARDS (Screen Actors Guild Awards), dia 25. Os indicados já saíram e confesso que fiquei bastante feliz com as indicações que Birdman recebeu. O filme, ainda inédito no Brasil (estreia em janeiro), trata de um assunto importante, que invariavelmente atinge os famosos, salvo raras exceções. Depois da fama, quando a idade chega e outros ocupam seu lugar, o que resta para quem já não atrai holofotes, amores e convites para trabalhar? Conversa, inclusive, com o papel que Al Pacino faz em O Último Ato – também um ator decadente, tentando voltar à ativa e reencontrar sua identidade perdida na fama e no dinheiro. Interessante coincidência…

Michael Keaton, o ex-Batman, está espetacular como ex-homem pássaro que luta para encontrar um lugar no teatro de Broadway e se refazer da depressão e da bancarrota. Recebeu indicação para melhor ator, Emma Stone para melhor atriz coadjuvante, Edward Norton para melhor ator coadjuvante e o filme para a categoria de melhor elenco. Vale dizer que o filme é do diretor mexicano Alejandro González Iñárritu, brilhante também em Amores Brutos, 21 Gramas, Babel e Biutiful. Sempre forte, dramático, contundente.

BOYHOODOutro indicado – que está em cartaz no Brasil e que considero um dos melhores filmes do ano pela originalidade e pelo realismo do olhar – é Boyhood – Da Infância à Juventude. Ethan Hawke é indicado como melhor ator coadjuvante; Patricia Arquette, melhor atriz coadjuvante e o filme concorre pelo prêmio do elenco todo. Merece, é maravilhoso.

teporiaTambém com três indicações está A Teoria de Tudo, que conta a vida do cientista britânico Stephen Hawking. O filme me levou às lágrimas por dois simples motivos: a história de vida espetacular desse homem e a atuação brilhante de Eddie Redmayne. Ele concorre a melhor ator, Felicity Jones, que faz sua esposa, a melhor atriz, e o elenco como todo também disputa nesta categoria. Para mim, o melhor ator é, de fato e de direito, Eddie Redmayne. Tive certeza que estava vendo o próprio cientista na telona, neste papel dificílimo e muito emocionante.


fotoO Jogo da Imitação
concorre em três categorias e ainda vou conferir. Mas Keira Knightley é indicada para melhor atriz coadjuvante, Benedict Cumberbatch, melhor ator, e todo o elenco também está concorrendo pelo prêmio, com os filmes acima.

 

Outros indicados são:

Foxcatcher: Mark Ruffalo como melhor ator coajuvante e Steve Carell, melhor ator (estreia 22/01)

O Juiz: Robert Duval como melhor ator coadjuvante

Caminhos da Floresta: Meryl Streep como melhor atriz (estreia 29/01/15)

O Abutre: Jake Gyllenhaal como melhor ator (estreia 18/12)

Ainda Alice: Julianne Moore como melhor atriz

Garota Exemplar: Rosamund Pike, melhor atriz (em cartaz)

Livre: Reese Witherspoon, melhor atriz (estreia em janeiro)

O Grande Hotel Budapeste: melhor elenco (já em home video)

Whiplash – Em Busca da Perfeição: J.K. Simmons, melhor ator coadjuvante (estreia 08/01/15)

HOJE TEM PRÊMIO DO FESTIVAL CELUCINE DE MICROMETRAGENS

Publicado em

Na coletiva de imprensa da edição da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo deste ano, um jornalista perguntou se a maioria das cópias dos filmes selecionados era digital. Nem precisava. Com um celular na mão, a gente sai filmando o que quiser. Claro que, pra isso virar um filme, é uma outra história. Mas fato é que a tecnologia, aliada a talento e criatividade, dá muita margem para produções interessantes.

Melhor ainda quando há onde mostrar. O FESTIVAL CELUCINE DE MICROMETRAGENS, na sua 6a edição, tem essa proposta: abrir espaço para filmes de feitos só em plataformas digitais: celulares, tablets, máquinas fotográficas e câmeras digitais. Adorei esse nome, Celucine! E o melhor de tudo: tema livre, de trinta segundos a 3 minutos. Não que seja fácil, mas é uma maneira bacana de incentivar gente talentosa a mostrar a cara – e o olhar!

A premiação dos melhores nas categorias Animação, Ficção e Documentário será hoje, dia 27, Itaú Cultural. Foram 256 inscritos de todo o Brasil e países de língua portuguesa e os melhores serão escolhidos pelo júri formado pela cineasta Anna Muylaert (de Durval Discos e É Proibido Fumar), pelo ator Julio Andrade (também de Entre NósSerra Pelada e Gonzaga – De Pai Pra Filho), pelo diretor de animação Ale McHaddo e por representantes do Itaú Cultural, Certisign, Rio Filme e Canal Brasil.

 Os finalistas são:

AnimaçãoRestos de Coisas, de Marco Nick (BH), Um Salve, de Mário Sérgio Ferreira (Blumenau, SC) e All is need is sex, de Luiz Melo (Olinda, PE; foto acima)

DocumentárioA Lua e a Madeira, de Pedro Bezerra Jorge (SP), Tum Tum, o Som do Batuque, de Bruno Martins Felipe Gonçalves (SP) e Cloudy Sky, de Alex Antônio de M. Souza (Parelhas, RN)

FicçãoElevate, de Silvana Nuti (SP), Maquiagem, de Evandro Manchini (RJ) e Fim de Jogo, de Cristian Damian de Ciânico (Florianópolis, SC)

 

 

PRAIA DO FUTURO, COM WAGNER MOURA, COMPETE EM BERLIM

Publicado em

Quando estrelou em Elysium, Wagner Moura declarou na coletiva de imprensa que seleciona a dedo os convites que recebe. E confessou que estava feliz com sua participação no longa Praia do Futuro, também uma produção internacional. Mas bem diferente da superprodução com Matt Damon e Alice Braga, que envolve muito dinheiro e um aparato tecnológico do outro mundo – literalmente. O filme de Karim Aïnouz, também de Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo, é o oposto. Independente e alternativo, por assim dizer, tem uma apelo emotivo, valoriza o personagem e suas relações.

Ainda não vi, mas parece que Berlim aprovou. Foi incluído na competição oficial do festival, em sua 64ª edição, que acontece de 6 a 16 de fevereiro. Rodado em Fortaleza e Berlim, Praia do Futuro conta a história do salva-vidas Donato, na pele de Wagner Moura. Donato não consegue resgatar um alemão, sente-se desiludido e resolve mudar-se para a Alemanha. Seu irmão, Ayrton (Jesuíta Barbosa, também em Tatuagem) é que vai tentar resgatar o contato com o irmão.

O QUE MAIS WAGNER MOURA FEZ QUE VALE A PENA?

SERRA PELADA, de Heitor Dhalia (2013)

ELYSIUMNeill Blomkamp (2013)

A BUSCA, Luciano Moura (2013)

O HOMEM DO FUTURO, Claudio Torres (2011)

VIPS, Toniko Melo (2011)

TROPA DE ELITE 2, José Padilha (2010)

CARANDIRU, Hector Babenco (2010)

ABRIL DESPEDAÇADO,  Walter Salles (2001)

SAEM OS INDICADOS AO GLOBO DE OURO 2014

Publicado em

Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood, a HFPA, acaba de indicar quem é que vai concorrer ao Globo de Ouro de 2014 (em 12 de janeiro). Vale lembrar que essa indicação já é uma baliza para o Oscar, que tem um corpo de jurados diferente. Enquanto quem manda no Globo de Ouro são os críticos, no Oscar a premiação segue os mandos dos próprios atores, diretores, produtores da indústria cinematográfica. Mas o que a gente nota que é há pontos em comum, muito embora o Globo de Ouro pareça mais imparcial. Vamos aos indicados:

12 ANOS DE ESCRAVIDÃO – concorre em sete categorias: filme (drama), direção (Steve McQueen), roteiro, ator (Chiwetel Ejiofor), atriz coadjuvante (Lupita Nyong’o), ator coadjuvante (Michael Fassbender), trilha sonora

TRAPAÇA (foto acima)- concorre em sete categorias: filme (comédia), direção (David O. Russell), roteiro, atriz (Amy Adams), ator (Chistian Bale), atriz coadjuvante (Jeniffer Lawrence), ator coadjuvante (Bradley Cooper), ator coadjuvante (Barkhad Abi)

CAPITÃO PHILLIPS – filme (drama), diretor (Paul Greengrass), ator (Tom Hanks)

GRAVIDADE – filme (drama), direção (Alfonso Cuarón), atriz (Sandra Bullock), trilha sonora

BLUE JASMINE – atriz (Cate Blachett), atriz coadjuvante (Sally Hawkins)

PHILOMENA – filme (drama), roteiro, atriz (Judi Dench)

RUSH – NO LIMITE DA EMOÇÃO – filme (drama), ator coadjuvante (Daniel Brühl)

ELA – filme (comédia), roteiro, ator  (Joaquin Phoenix)

BALADA DE UM HOMEM COMUM – filme (comédia), ator  (Oscar Isaac)

NEBRASKA – filme (comédia), direção, roteiro, ator (Bruce Dern), atriz coadjuvante (June Squibb)

O LOBO DE WALL STREET – filme (comédia), ator  (Leonardo Di Caprio)

WALT NOS BASTIDORES DE MARY POPPINS – atriz (drama, Emma Thompson)

LABOUR DAY – atriz (drama, Kate Winslet0

ANTES DA MEIA-NOITE – atriz (comédia, Julie Delpy)

FRANCES HA – atriz (comédia, Greta Gerwig)

À PROCURA DO AMOR – atriz (comédia, Julia Louis-Dreyfus)

ÁLBUM DE FAMÍLIA – atriz (comédia, Meryl Streep), atriz coadjuvante (Julia Roberts)

MANDELA: LONG WAY TO FREEDOM – ator (drama, Idris Elba)

DALLAS BUYERS CLUB – ator (drama, Matthew McConaughey)

ALL IS LOST – ator (drama, Robert Redford)

 

MELHOR ANIMAÇÃO: OS CROODS, FROZEN – UMA AVENTURA CONGELANTE, MEU MALVADO FAVORITO 2

MELHOR FILME ESTRANGEIRO: VIDAS AO VENTO (Japão), AZUL É A COR MAIS QUENTE  (França), A GRANDE BELEZA (Itália), O PASSADO (Irã),  A CAÇA (Dinamarca)

TRILHA SONORA: ALL IS LOST, MANDELA: LONG WAY TO FREEDOM, GRAVIDADE, A MENINA QUE ROUBAVA LIVROS, 12 ANOS DE ESCRAVIDÃO

SONHO DE WADJDA REPRESENTARÁ ARÁBIA SAUDITA NO OSCAR

Publicado em

Já recomendei aqui no blog este filme e agora aproveito o gancho para reforçar. O Sonho de Wadjda será o representante da Arábia Saudita no Oscar de melhor filme estrangeiro em 2014, concorrente, portanto, do brasileiro O Som Ao Redor. Vira notícia porque é o primeiro filme feito por uma cineasta no país em que mulheres são tratadas, descaradamente, como inferiores. E mais, foi rodado inteiramente no país – coisa rara, já que as autoridades muçulmanas costumam vetar produções que, de alguma forma, possam transmitir valores e conceitos contrários ao regime.

Assistam! Além de tratar da questão religiosa, cultural e feminina da sociedade saudita, faz isso através do olhar da menina Wadjda, que sonha em ter uma bicicleta. O que parece trivial na nossa sociedade, é algo complexo na sociedade ultraconservadora, já que meninas não podem pedalar! A cineasta Haiffa Al-Mansour consegue dar leveza ao tema, sem que para isso tenha que disfarçar a dureza da realidade. Mas tem o olhar infantil ainda ingênuo, o que faz o filme entrar na lista daqueles que trazem a visão do mundo pelo prisma da infância. Inclusive, o Cine Garimpo tem uma lista de filmes em que o olhar infantil é o protagonista. Vale a pena, cada um deles!

 

QUE FILME BRASILEIRO VAI LUTAR PELA INDICAÇÃO AO OSCAR 2104?

Publicado em

O Som Ao Redor, de Kléber Mendonça Filho, disputará com outros 70 filmes de todo mundo uma indicação para concorrer ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2014. Assisti ao filme no Festival de Gramado do ano passado, mas infelizmente não é o tipo de filme que faz grandes bilheterias. Digo infelizmente porque é realmente muito bom. Tem uma sutileza cruel para falar do espaço urbano, da relação distorcida e frágil entre as pessoas, da descaracterização das cidades e do cotidiano que é beira a banalidade e o suspense ao mesmo tempo.

Não dá para sair de um filme como esse ileso. O som que Mendonça quer ecoar é o de uma sociedade hipócrita, com desigualdades históricas e perpétuas. Quem sabe agora, com essa escolha, as pessoas se interessem por algo que não é de forma alguma previsível, tem originalidade e um desfecho que realmente compensam. 

Leia mais sobre o filme nos links:

comentário escrito no Festival de Gramado

comentário escrito quando o filme entrou em cartaz no circuito comercial 

Com O SOM AO REDOR, outros filmes também estavam na disputa para representar o Brasil na premiação. Vários têm comentário aqui no Cine Garimpo. Assim você fica atualizado com o cinema nacional.

1) Cine Holliúdy
2) Colegas
3) Cores
4) Elena
5) Faroeste Caboclo
6) Gonzaga- De Pai pra Filho
7) Meu Pé de Laranja Lima
8) O dia que durou 21 anos
9) O Que Se Move
10) O Som Ao Redor
11) O Tempo e o Vento
12) Porto dos Mortos
13) Uma História de Amor e Fúria
14) Xico Stokinger