cinegarimpo

maio, 2014

MALÉVOLA – Maleficent
CLASSIFICAÇÃO: Para Ver em Família, Para se Divertir, Garimpo na Locadora, Fantasia, Estados Unidos, Aventura - 30/05/2014

A história que todos nós sabemos é de que havia uma bruxa má, que morava na floresta nos arredores do palácio. Ofendida por não ter sido convidada para dar as boas-vindas à princesa Aurora, decide o futuro da criança de forma cruel: após completar 16 anos, espetaria o dedo numa roca e adormeceria para sempre. A não ser que um príncipe aparecesse para quebrar o feitiço.Esta é a fábula de A Bela Adormecida, que nesta versão da Disney é coadjuvante. Quem brilha e voa alto (literalmente) é Malévola, a tal bruxa má, que não é tão maldosa assim. Protetora de um reino cheio de criaturas fantásticas, ela não deixa que os humanos se aproximem. Até que se apaixona, é traída por um deles e resolve se vingar.

Particularmente, gosto de Malévola, o filme, e da Malévola, a Angelina Jolie. Malvada, mas nem tanto. Está ferida, precisa vingar aquele que achava que seria seu grande amor. Do ponto de vista feminino, é justificável, afinal, do jeito que ela está lindamente caracterizada, é mais mulher-furiosa do que fada-madrinha-enlouquecida. Ela coordena o filme, faz caras e bocas, dá um toque de humor e dita as regras para os coadjuvantes (o fiel-corvo, a própria Aurora e o rei).

É esse o encanto de Malévola: um toque leve no conto de fadas sempre cheio de magias, risadas histéricas, raios e trovões. E segue uma linha curiosa que vai contra a corrente das histórias de final feliz dos principados que tanto fazem parte do nosso imaginário. Amor verdadeiro sempre foi sinônimo de romance entre príncipe e princesa, casamento e vida feliz para sempre. Na linha do adorável Frozen: Uma Aventura Congelante, Malévola também acha que outros tipos de amor são também tão poderosos a ponto de mudar o mundo. Ainda mais se a pequena Aurora é protagonizada por sua filha Vivianne Jolie-Pitt. Mesmo se depois ela vira Elle Fanning, não há como não amar profunda e verdadeiramente.

DIREÇÃO: Robert Stromberg ROTEIRO: Linda Woolverton ELENCO: Angelina Jolie, Michael Higgins, Elle Fanning, Sharito Copley, Isobelle Molloy, Juno Temple, Sam Rile | 2014 (97 min)

Sem Comentários » TAGS:  
SHAILENE WOODLEY
CLASSIFICAÇÃO: Especiais - 27/05/2014

Bola da vez, Shailene Woodley está em Divergente, também fez Os Descendentes e estreia logo mais com o romance teen A Culpa é das Estrelas, inspirado no best seller homônimo. O filme é triste, mas tem uma pegada sobre a alegria de viver, mesmo que ela seja breve. E claro, um bonito romance!

Sem Comentários » TAGS:  
A MENINA QUE ROUBAVA LIVROS – The Book Thief
CLASSIFICAÇÃO: Para Entender o Nosso Mundo, Garimpo na Locadora, Estados Unidos, Drama, Alemanha - 27/05/2014

Lembro de ter me emocionado com a leitura de A Menina que Roubava Livros. Ler sempre deixa a mente mais livre para imaginar, ainda mais do ponto de vista de Markus Zusak, que coloca a morte como narradora do drama. E ainda, a partir do prisma da importância do conhecimento, da literatura, da comunicação, da educação, numa época em que pensar contra o regime era sentença de morte. Boa sacada, do autor, que ficou aquém da sua capacidade sob a lente do diretor.

Filme sobre o Holocausto são muitos, mas alguns são acima da curva. E quando a história é boa, a emoção também fala mais alto. É o caso de O Pianista, A Lista de Schindler, para citar alguns. São filmes em que o cenário não está todo no seu devido lugar, em que o caos não está arrumado, em que parece que realmente estamos vivendo a realidade. Em A Menina que Roubava Livros falta isso: a sensação de que foi verdade, embora estivéssemos na ficção. Tudo muito arrumado, comportado, organizado. A menina Leslie perde o irmão, é vendida pela mãe comunista a um casal de alemães e com eles vive o período da guerra. Aprende a ler com seu pai adotivo, que esconde no porão da casa um amigo judeu. Ficam amigos, as relações se estreitam e entre eles o amor pela fantasia, pelas letras e pelas histórias é o que faz atravessar os tempos difíceis.

Se eu disser que não me emocionei, pode parecer frieza, mas é o olhar da câmera que não convence. Fica mais com cara do que chamávamos de “sessão da tarde” do que qualquer outra coisa. Não que não valha a pena, mas eu colocaria na prateleira daqueles para ver num domingo chuvoso, no conforto de casa. Lembrei: tem algo fake, parecido com o que senti quando vi Cavalo de Guerra, de Spielberg. Poderia ter sido um grande filme.

 

 

 

 

 

DIREÇÃO: Brian Percival ROTEIRO: Markus Zusak (livro), Michael Petroni ELENCO: Sophie Nélisse, Geoffrey Rush, Emily Watson | 2013 (131 min)

 

COMENTE » 1 comentário TAGS:  
X-MEN: DIAS DE UM FUTURO ESQUECIDO – X-Men: Days of Future Past
CLASSIFICAÇÃO: Para se Divertir, Garimpo na Locadora, Ficção Científica, Estados Unidos, Aventura, Ação - 22/05/2014

Toda vez que escrevo sobre filmes de super-heróis transportados dos quadrinhos para o cinema, deixo claro que não escrevo para fãs. Quem é fã dos personagens da Marvel sabe absolutamente tudo sobre sua história, personalidade, trajetória. Portanto, é chover no molhado e, diga-se de passagem, não sou lá um repertório cheio de conhecimento sobre o assunto.

No entanto, produzir o Cine Garimpo me ensinou a gostar desse tipo de filme. Tem seu charme, seu lugar no imaginário popular e, claro, uma legião de fãs não por acaso. Para os leigos em super-heróis, como eu, resumiria a história da seguinte forma: os X-Men são heróis mutantes, ou seja, são humanos que, graças a uma evolução genética, têm habilidades superpoderosas como movimentar metais, transformar-se em qualquer pessoa, ler a mente dos outros, viajar no tempo, curar qualquer ferida. Claro que, aos olhos da humanidade e de alguns sujeitos maldosos, são uma ameaça e, portanto, renegados na sociedade.

O enredo desse encontro dos super-heróis é uma volta ao passado, à época da guerra do Vietnã, na tentativa de evitar que os mutantes sejam exterminados. Com um time atores de primeira linha (veja o trailer), efeitos especiais incríveis de velocidade, força, habilidade e engenhosidade e uma boa dose de humor, X-Men: Dias de um Futuro Esquecido torna possível tudo aquilo que a gente gostaria de fazer: voltar no tempo e refazer o que deu errado. Se você não faz parte do fã clube e quer ficar um pouco mais a par do que se trata, recomendo assistir a X-Men, Primeira Classe. Os filmes têm qualidade e uma boa história. Basta gostar um pouco de fantasia para se divertir.

 

 

 

DIREÇÃO: Bryan Singer ROTEIRO: Simon Kinberg, Jane Goldman ELENCO: Patridk Stewart, Ian McKellen, Hugh Jackman, Jennifer Lawrence, James McAvoy, Michael Fassbender, Halle Barry, Ellen Page | 2014 (131 min)

 

 

Sem Comentários » TAGS:  
MARION COTILLARD EM CANNES – e no cinema
CLASSIFICAÇÃO: Lista - 20/05/2014

Fã de carteirinha da francesa Marion Cotillard, recomendo cada um dos filmes desta lista. Agora ela está em Cannes, apresentando seu novo filme Deus Jours, Une Nuit (Dois Dias, Uma Noite), dos irmãos Jean-Pierre e Luc Dardenne. Enquanto ele não chega por aqui, aproveite para assistir tudo que ela produziu de muito bom!

Sem Comentários » TAGS:  
MAPS TO THE STARS – seleção oficial Cannes 2014
CLASSIFICAÇÃO: Festivais - 19/05/2014

Azar de quem não está em Cannes. Também acho. Mas o site oficial do festival mais badalado do planeta está atualizado praticamente on real time e traz as entrevistas coletivas com os atores e diretores dos filmes exibidos. David Cronemberg está na competição e consegue, em uma frase resume seu novo filme: “Aquelas pessoas estão desesperadas para garantir sua existência”, diz o diretor, que em Cosmópolis (que não fez meu gênero), já discutiu essa questão das celebridades. “No caso de Havana (personagem de Julianne Moore), ela está morrendo de medo de deixar de existir ao ser descartada pela indústria do cinema. É desesperador e cruel, um caso de vida ou morte.” Mas ele diz que reduzir o filme às celebridades de Hollywood é pensar pequeno. “Ele pode ser aplicado a qualquer ambiente onde as pessoas sejam ambiciosas e gananciosas ao extremo, como o Vale do Silício, Wall Street.”

O filme MAPS TO THE STARS conta também com Robert Pattinson, Mia Wasikowska e John Cusack e embora Cronemberg seja dramático, ele diz que seus filmes são uma verdadeira comédia. É rir pra não chorar, porque vem drama por aí. Gosto do assunto em si, dessa discussão da idealização da vida das celebridades, da importância da fama. E gosto ainda mais da participação da atriz Julianne Moore, sempre uma presença determinante. Quando perguntada sobre o que seria o lado repulsivo da indústria do cinema, Julianne arremata: “As pessoas querem ser vistas e o filme mostra que elas só podem ser verdadeiramente vistas através da relação íntima em família, uma dualidade”.

 

Clique aqui para ver lista com os filmes da atriz que estão no Cine Garimpo.

 

Sem Comentários » TAGS:  
MALÉVOLA
CLASSIFICAÇÃO: Trailer - 19/05/2014

Sem Comentários »
JUDE LAW NA TELONA
CLASSIFICAÇÃO: Lista - 16/05/2014

Com A Recompensa em cartaz, Jude Law sempre brilha. Mas gosto mais de:

Sem Comentários » TAGS:  
A RECOMPENSA
CLASSIFICAÇÃO: Trailer - 16/05/2014

Para quem gosta do ator inglês Jude Law – e eu me incluo nessa – vejam só o trailer do seu novo filme em cartaz. Aqui ele é Dom Hemingway, um arrombador de cofres profissional, que pega 12 anos de cadeia por não delatar o mandante do crime. Quando sai da prisão, quer sua recompensa por isso. Não é o que ele tem de melhor, mas o desfecho é bem bom! Para outros filmes com a ator, veja em Nossa Lista, ao lado.

 

Sem Comentários »

Próxima página »

CATEGORIAS

INSCREVA-SE PARA RECEBER NOSSA NEWSLETTER

Você também pode assinar listas específicas: